Nelson de Sá

Toda Mídia

 

Prefeito é assassinado. Pelo rádio, o som dos tiros

Escalada do "Jornal Nacional":

Tiros na porta da estação de rádio. Prefeito do município paulista de Jandira é assassinado.
Segurança no papel. Apresentado modelo de passaporte com chip eletrônico.
Casa da Moeda mostra novas cédulas que começam a circular na semana que vem.
Fundo de garantia fecha o ano com rendimento baixo.
Quase dez mil estudantes poderão refazer provas do Enem.
Presidente Lula veta inclusão de mais cinco vacinas no calendário da rede pública de saúde.
Pesquisadores brasileiros anunciam uma arma poderosa contra superbactéria KPC.
O papa reconhece oficialmente um milagre de irmã Dulce.
TV estatal iraniana desmente a libertação da mulher condenada à morte por adultério.
A entrega do Nobel da Paz vira cerimônia de apoio ao dissidente preso na China.  

Do "Jornal da Record":

Maconha disfarçada. Cinco toneladas de maconha viajavam em caminhão de óleo vegetal.
Prefeito de cidade da Grande São Paulo é executado na porta de uma rádio. E o locutor encerrava o programa na hora do crime. É o terceiro político morto este ano no município.
Após ocupação do Complexo do Alemão, cai o roubo de carros no Rio.
Cadeira vazia. Chinês ganhador do Nobel da Paz não vai a cerimônia porque está preso.
Atração turística em Nova York. As vitrines de Natal.
Desafios da Medicina. A depressão, doença que atinge cada vez mais crianças.
Homenagem a Noel Rosa, o poeta de Vila Isabel. 

E do "SBT Brasil":

Prefeito de Jandira, na Grande São Paulo, é assassinado ao chegar a uma emissora de rádio. Os microfones registraram o som dos tiros.
Imagens do momento em que um policial foi morto durante uma briga em uma casa de shows no Rio.
Em vez de liberdade, tortura e confissão. A mulher condenada à morte no Irã volta à prisão depois de ser obrigada a confessar o crime em um programa de TV.
Pela primeira vez em mais de 60 anos, um ganhador do Nobel da Paz é impedido de receber o prêmio.
Papa Bento 16 autoriza beatificação de irmã Dulce.
Pesquisadores brasileiros descobrem como matar a superbactéria KPC.  

A coluna e o blog voltam na terça-feira.

Escrito por Nelson de Sá às 22h19

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Jornalistas

Citado por Natalia Viana no blog do WikiLeaks, na nota "Jornalistas", o despacho da embaixada brasileira que menciona opinião de jornalistas e outros foi enviado em 13 de fevereiro ao Departamento de Estado.

Destaca as pesquisas Vox Populi e CNT/Sensus que apontaram então o salto de Dilma Rousseff e a queda de José Serra, relata a opinião de políticos do PT e do PSDB e acrescenta:

Observadores de outra parte oferecem opinião dividida sobre quanto Rousseff pode subir a partir daqui. Dois analistas diferentes nos disseram que a corrida agora favorece Rousseff, porque a economia vai continuar forte e porque, neste ponto, ela só precisa do apoio de uma pequena fração dos 80% do eleitorado que aprovam o desempenho de Lula. Humberto Saccomandi, editor de notícias internacionais do "Valor Econômico", e o analista Rafael Cortez, da Tendência Consultoria, disseram ao Consulado Geral de São Paulo mais ou menos a mesma coisa.

A maioria dos analistas acrescentou, porém, que Rousseff afasta muitos com sua performanece sem carisma na televisão e que ela ainda tem de se provar em debates e aparições públicas. Os maiores críticos de Rousseff geralmente enfatizam que falar na televisão e publicamente vai matar sua candidatura. O jornalista William Waack falou no CG São Paulo, um fórum de negócios em que Serra, Rousseff, Neves e Gomes participaram. Segundo Waak, Gomes é o mais forte, Neves, o mais carismático, Serra, distante mas claramente competente, e Rousseff, a menos coerente.

Outros críticos tomam um caminho mais sutil, argumentando que o desejo do Brasil por continuidade depois de anos de prosperidade na verdade beneficia Serra, porque ele é visto por muitos como mais propenso a seguir o caminho econômico estabelecido por Cardoso e seguido por Lula. Hélio Gurovitz, diretor da revista "Época", descreveu o Brasil como similar ao Chile, argumentando que a base social do país se desenvolveu a ponto de preferir alternar partidos no poder de maneira a conservar continuidade, em vez de manter manter um partido no poder por longo prazo.

Escrito por Nelson de Sá às 12h05

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Piora a qualidade do crescimento

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 11h08

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ronaldo visita "heróis" do Bope

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 11h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Londres é abalada por protestos estudantis

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 10h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ela quer ser presidente?

Para as edições, Time e Economist. Para os sites, Time e Economist.

Escrito por Nelson de Sá às 09h57

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Boa notícia"

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje, com links (assinantes Folha e UOL). Na edição digital, à pág. A10 (assinantes Folha).

Escrito por Nelson de Sá às 09h41

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Crescimento fica abaixo de China e Índia

Escalada do "Jornal Nacional":

Um crescimento mais lento do que no início do ano. PIB do terceiro trimestre aumenta 0,5%.
Ministro do Planejamento vai sugerir ao Congresso um corte de R$ 8 bilhões no Orçamento.
Governo reconhece atrasos nas reformas dos aeroportos, mas afirma que mais de 80% das obras do PAC serão concluídas este ano.
Novo motivo para o Brasil eliminar focos de aedes aegypti. O mosquito agora transmite mais uma doença, além da dengue.
Uma organização não-governamental anuncia a libertação da iraniana condenada a morrer apedrejada. Governo de Ahmadinejad se mantém em silêncio.
Veja também a cidade do Rock in Rio 2011. 

Do "Jornal da Record":

Crime no quartel. Sentinela da Aeronáutica é assaltado e morto.
A polícia do Rio de Janeiro procura traficantes que fugiram do Alemão e encontram um policial militar que negociava com criminosos.
Quadrilha internacional ataca hóspedes em hotel de luxo.
Quando a educação perde para a violência. Universitáro bate em professor porque não foi aprovado. Aluno de dez anos faz bagunça em ônibus escolar e é abandonado em rodovia.
Começa a demolição de casas afetadas por deslizamento em São Paulo.
PIB do terceiro trimestre tem alta de 0,5%.
Mulher que ia morrer apedrejada no Irã é libertada.
O nascimento de dois filhotes raros em Curitiba. 

E do "SBT Brasil":

União Europeia afirma que a iraniana Sakineh Ashtiani, condenada à morte, foi libertada.
O governo federal anuncia o corte de R$ 8 bilhões no Orçamento do ano que vem.
O crescimento diminui e o desempenho da economia brasileira fica abaixo da China e da Índia.
Telefones celulares da Grande São Paulo terão nove dígitos.
Cem moradores atingidos pelo desabamento em São Paulo vão passar o Natal fora de casa.
A Inglaterra aumenta taxa de universidades públicas e alunos e professores protestam.
Um aluno de dez anos foi deixado na estrada porque fazia bagunça no ônibus escolar.
Ex-funcionários esperam indenização e aviões da Vasp e da Transbrasil aprodecem no aeroporto.

Escrito por Nelson de Sá às 21h18

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Jornal da Globo" perde, mas ganha

De Ricardo Feltrin, no UOL:

O "Jornal da Globo" perdeu pela primeira vez a liderança do ibope na Grande São Paulo. O fato inédito ocorreu em novembro, quando a Record venceu, 12,7 x 11,3 pontos. No mês anterior já havia arrancado empate técnico (11,1 x 10,8 =11). A estratégia foi colocar diferentes produtos (caros) para enfrentar o telejornal da Globo, e a semana toda: segunda, o reality "A Fazenda" e o humorístico "Show do Tom"; terça e quinta, seriados de sucesso ("House"); quarta, blockbusters da Universal no "Super Tela"; sexta, "Câmera Record". 

Logo após saírem os números, o M&M informou que o "Jornal da Globo" "garantiu seu patrocinador para 2011", o Itaú Unibanco.

Escrito por Nelson de Sá às 11h45

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os meios e os fins

De Janio de Freitas, sob o título acima:

Estava muito esquisito. Precisar fazer estupro, logo na Suécia de tão dourada generosidade? As coisas, porém, voltam à sua natureza nos lugares apropriados. E fica-se sabendo que a acusação a Julian Assange de "estuprar", como os meios de comunicação repetem mundo afora, foi não usar preservativo. Mas a conduta dos meios não deixou de atingir a reputação de Assange e contribuir para a sufocação que governos poderosos buscam aplicar à divulgação que esse valente australiano faz de documentos sigilosos.

É de liberdade de informação que se trata. É do direito dos cidadãos de saber o que seus governos dizem e fazem sorrateiramente. É de jornalismo que se trata. E os meios de comunicação jornalística estão ficando tão mal quanto os governos desnudados pelo Wikileaks. Era a hora de estarem todos em campanha contra os governantes que querem sufocar as revelações. Ou seja, em defesa da liberdade de informação, da própria razão de ser que os jornais, TVs e revistas propagam ser a sua. Com escassas exceções, que se saiba, os meios estão muito mais identificados com os governantes do que com os cidadãos-leitores e com a liberdade de informação. A união e a contundência que têm na defesa da sua liberdade de empresas, dada como liberdade de imprensa, não se mostra.

Os jornalistas profissionais não estão melhor do que os meios de comunicação. Poucos são os seus recursos de expressão, mas, ao que se deduz do noticiário rarefeito, as manifestações de repúdio à pressão contra o Wikileaks são feitas por leitores/espectadores.

Escrito por Nelson de Sá às 11h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Com ministérios ineficientes, PAC avança via estatal

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h49

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Restrição ao crédito evitou alta de juros

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 10h41

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em vingança, hackers atacam MasterCard etc.

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 10h35

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Não tem preço

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje, com links (assinantes Folha e UOL). Na edição digital, à pág. A10 (assinantes Folha).

Escrito por Nelson de Sá às 09h34

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A maior inflação nos últimos cinco anos

Escalada do "Jornal Nacional":

A presidente eleita Dilma Rousseff confirma dez nomes de ministros do futuro governo.
Novembro tem a maior inflação mensal desde abril de 2005.
O contrabando de agrotóxicos ameaça a saúde e o meio ambiente no Sul do Brasil.
Piratas da internet atacam sites considerados inimigos da organização que vaza documentos secretos da diplomacia americana.
Auxiliar de enfermagem admite que trocou soro por vaselina num hospital e é indiciada por homicídio culposo.
Veja também:
O desabamento de casas erguidas numa área de risco em São Paulo.
Professor é assassinado dentro da escola por um aluno em Minas Gerais.
Suspeito de lavar dinheiro do tráfico é preso no Rio.
O filme "Tropa de Elite 2" bate o recorde histórico de bilheteria do cinema brasileiro.
As nossas cidades enfeitadas para o Natal. 

Do "Jornal da Record":

Efeito dominó. Desabamento atinge 31 casas em São Paulo. Infiltração de água pode ser a causa do acidente.
Descoberta no Alemão. Dinheiro sujo do tráfico comprava mansões e jóias.
O que provocou a maior inflação no Brasil nos últimos cinco anos?
Crime na universidade. Estudante confessa que matou professor a facadas porque tirou nota baixa.
Crime sem castigo. Filha do ministro do TSE assassinado dentro de casa acusa a polícia de manipular depoimentos.
Desafios da Medicina. Alzheimer, a doença que destrói os neurônios, mas que pode ser tratada com o amor da família.
Na reportagem especial, 30 anos sem John Lennon. 

E do "SBT Brasil":

A enfermeira admite que deu vaselina em vez de soro à criança que morreu em São Paulo.
Um aluno mata o professor dentro da faculdade em Minas Gerais.
Dezenas de casas desabam na Zona Leste de São Paulo.
Funcionários de companhias aéreas fecham ruas e invadem aeroporto no Rio.
As imagens que mostram uma vida de luxo dos traficantes.
O novo tipo de dengue aparece no Brasil.
A poupança tem o pior rendimento em sete anos.
O novo Código Penal acaba com foro especial para quem tem curso superior.  
Senador Garibaldi Alves aceita ser ministro da Previdência.
Nos 30 anos da morte de John Lennon a publicação de uma entrevista inédita.

Escrito por Nelson de Sá às 20h57

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Infoguerra

Operation Payback, do grupo de hackers que derrubou o site do banco suíço PostFinance por congelar a conta de Julian Assange, tirou do ar hoje o MasterCard, que suspendeu doações ao WikiLeaks com seu cartão.

Outro alvo foi o PayPal, que também suspendeu a conta do WikiLeaks e admitiu hoje no Le Web, sob vaias, que foi após carta do Departamento de Estado. O site resistiu ao ataque, até agora.

Em cartaz on-line, o Operation Payback ameaça, "Twitter, vocês são os próximos, por censurar a discussão #Wikileaks":

PS 13h - O "Guardian" acaba de postar na manchete que o Departamento de Estado pressionou o governo russo, em fevereiro passado, contra uma legislação que poderia "afetar adversamente" Visa e MasterCard.

Escrito por Nelson de Sá às 12h07

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Austrália apoia Assange

Do ministro do exterior da Austrália, o ex-primeiro-ministro Kevin Rudd, sobre o editor-chefe do WikiLeaks, à Reuters:

O sr. Assange não é responsável pela divulgação não autorizada de 250 mil documentos da rede de comunicações diplomática dos EUA. Os americanos são responsáveis por isso. A responsabilidade principal, e portanto responsabilidade legal, está com os indivíduos responsáveis por esse vazamento inicial. 

Em entrevista à rádio australiana ABC, Rudd acrescentou:

Ele está certo em ter a expectativa e a presunção de inocência em relação às questões pelas quais foi levado à Justiça na Grã-Bretanha, e deveria obter todo o apoio que normalmente daríamos a qualquer outro australiano nas circunstâncias de comparecer em juízo diante das autoridades legais de qualquer outro país. 

Na BBC, "Austrália diz que dará apoio legal a fundador do WikiLeaks".

Escrito por Nelson de Sá às 11h46

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

WikiLeaks & Brasil

Da reportagem "Folha tem acesso a todos os telegramas sobre o Brasil":

A Folha publicou com exclusividade durante a semana passada reportagens usando 24 telegramas da diplomacia americana. Agora, o jornal teve acesso a todos os 2.903 documentos que mencionam o Brasil e foram produzidos aqui ou no Departamento de Estado, em Washington. O WikiLeaks já repassou os dados para que as informações possam ser processadas e reportagens possam ser realizadas. No Brasil, a exclusividade de acesso aos telegramas que foram obtidos pelo WikiLeaks será da Folha e do "Globo", do Rio. 

E do post "Na linha de frente", de Natália Viana:

Começo este blog aqui na "CartaCapital" para contar um pouco o que tem sido essa empreitada em parceria com o projeto mais revolucionário do  jornalismo investigativo mundial –o WikiLeaks. Como outros jornalistas independentes de todo o mundo, tenho colaborado com a publicação dos documentos. Com base neles, estou escrevendo matéria diárias para o site. Todos os que estão escrevendo para o site, como eu, têm que lidar com links que quebram, endereços que saem do ar, grampos e ataques hackers de todo tipo. O dinheiro foi congelado. Aqui neste blog vou ter a certeza de que o conteúdo inédito vai sair em primeira mão. E também vou dividir essa experiência na linha de frente do jornalismo.

Escrito por Nelson de Sá às 11h21

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Estudante do Brasil melhora, mas é dos piores

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h40

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lula nega cortes de Mantega no PAC

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 10h30

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Democratas atacam acordo de Obama sobre imposto

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 10h20

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os tentáculos

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje, com links (assinantes Folha e UOL). Na edição digital, à pág. A13 (assinantes Folha).

Escrito por Nelson de Sá às 10h11

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Assange "divulgou alvos para o terrorismo"

Escalada do "Jornal Nacional":

O homem que divulgou uma lista de alvos estratégicos para o terrorismo é preso na Inglaterra, mas pela acusação de crimes sexuais na Suécia.
Goleiro Bruno é condenado pela Justiça do Rio, mas pela acusação de ter mantido Eliza Samúdio em cárcere privado.
A Justiça paulista ordena a prisão do ex-PM acusado de matar a namorada.
O erro que provocou a morte da menina Stephanie leva o hospital a estudar mudanças nos rótulos de embalagens e medicamentos em São Paulo.
Por falta de anestesistas, um bebê morre sufocado na Paraíba.
A presidente eleita Dilma Rousseff escolhe os ministros do PMDB.
O presidente Lula demonstra contrariedade em anúncios de cortes de obras do PAC.
A equipe Renault vai indenizar os brasileiros Nelson Piquet, pai e filho.
Fluminense finalmente ergue a taça de campeão brasileiro. 

Do "Jornal da Record":

A lei e o crime na mesma família. Mãe de policial escondia traficante que fugiu do morro do Alemão. Ela é tia do criminoso e o militar trabalha no gabinete do comandante-geral da PM.
A primeira decisão da Justiça no caso Bruno. Goleiro é condenado e juiz diz que ele é covarde.
Prisão decretada. Polícia procura Mizael Bispo dos Santos, principal acusado de matar Mércia Nakashima.
Identificados os torcedores do Atlético que espancaram cruzeirense.
Depois das denúncias de erros médicos, Ministério Público critica acordo de hospital particular para administrar unidade de saúde pública e diz que sistema burla a lei.
Presidente Lula vai vetar nova divisão de royalties.
Homem que divulgou documentos secretos é preso em Londres.
Desafio da Medicina: vencer uma inimiga resistente, a superbactéria. 

E do "SBT Brasil":

Polícia do Rio apreende motocicletas roubadas no Complexo do Alemão e continua à procura de drogas e armas.
Jovem torcedor do Cruzeiro é agredido com barra de ferro e morre em Belo Horizonte.
Desastre ambiental mata 16 toneladas de peixes no Rio Grande do Sul.
Lula mantém verba do PAC e vetará projeto de lei sobre royalties.
Criador do site que divulgou documentos secretos americanos é preso por cometer crimes sexuais.
Caso Bruno. O goleiro e Macarrão são condenados pela Justiça de Minas Gerais.
Programa de avaliação diz que Brasil apresenta nível escolar abaixo da média mundial.

Escrito por Nelson de Sá às 21h46

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Julian Assange, editor-chefe

O australiano Julian Assange escreveu para o jornal "The Australian", de Rupert Murdoch, de origem australiana, o artigo "Não mate o mensageiro por revelar verdades desconfortáveis".

Ele afirma que o "WikiLeaks merece proteção, não ameaças e ataques", e que "sociedades democráticas precisam de uma mídia forte _e o WikiLeaks é parte dessa mídia". Assina como "editor-chefe do WikiLeaks".

Destaca que o vazamento anterior não comprometeu soldados e informantes no Afeganistão, como admitiram os Departamentos de Defesa dos EUA e da Austrália e a Otan. E que o atual já revelou fatos importantes como a ordem americana para espionagem na ONU e a pressão da Arábia Saudita por um ataque ao Irã.

Revelou também que a "Suécia é um membro oculto da Otan" e que sua "troca de informações de inteligência com os EUA é omitida do parlamento" sueco.

O pedido de extradição contra Assange foi feito pela Suécia e pode levar a uma posterior extradição aos EUA.

Escrito por Nelson de Sá às 11h24

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O WikiLeaks continua

A caça humana internacional por Julian Assange terminou.

Foi como a rede americana NBC anunciou a prisão do fundador do WikiLeaks ao se apresentar à polícia em Londres, relata o "Guardian".

O jornal inglês informa que o WikiLeaks "se preparou para prosseguir com a publicação dos documentos" e, por enquanto, "não planeja revelar o código de acesso ao arquivo de segurança com os 200 mil despachos que ainda faltam". O arquivo foi enviado a apoiadores em todo o mundo e pode ser aberto com um código de 256 dígitos.

Escrito por Nelson de Sá às 10h45

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lei Geral de Comunicação Social

Da reportagem de Andreza Matais, manchete da Folha:

A primeira versão do projeto da Lei Geral de Comunicação Social prevê a criação da ANC (Agência Nacional de Comunicação), para regular o conteúdo de rádio e TV. Substituiria a Ancine (Agência Nacional de Cinema) e teria poder para multar empresas que veicularem programação ofensiva, preconceituosa ou inadequada ao horário. Para o governo, não significa censura, porque o conteúdo será analisado depois de veiculado. Representantes do setor avaliam que abre brechas para cercear jornalismo e dramaturgia.

O texto proíbe que políticos com mandato sejam donos ou controlem rádio e TV. Não está claro se atingiria quem já tem concessões. A outorga de canais e a renovação passariam pela nova agência, além do circuito Ministério das Comunicações-Congresso, e se tornariam mais transparentes, com o passo a passo publicado na internet. 

Por outro lado, o Ministério das Comunicações será fortalecido:

O PNBL (Plano Nacional de Banda Larga) vai voltar e uma secretaria de inclusão digital deve ser criada. O mais cotado é Cezar Alvarez, coordenador dos programas de inclusão. André Barbosa, assessor da Casa Civil, assumiria a secretaria de comunicação eletrônica, que trata das concessões. O novo ministro também poderá sugerir o novo presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) já no final de 2011. O conselheiro João Resende é o mais cotado.

Escrito por Nelson de Sá às 10h15

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Anteprojeto proíbe que políticos tenham rádio e TV

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 09h49

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bruno pega quatro anos por cárcere privado

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 09h34

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Obama cede a republicanos. Democratas resistem

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h25

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Brasil & Palestina

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje, com links (assinantes Folha e UOL). Na edição digital, à pág. A10 (assinantes Folha).

Escrito por Nelson de Sá às 08h22

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Menina morre ao receber vaselina em vez de soro

Escalada do "Jornal Nacional":

Inflação em alta. E a caderneta de poupança termina o ano com um dos menores redimentos da década.
Em vez de soro, vaselina. A morte de uma criança no hospital causa indignação no país.
A polícia de São Paulo procura imagens que levem aos agressores de dois homossexuais.
O "Fantástico" denuncia a troca do trabalho pelo lazer e provoca discussão sobre o desrespeito à regra da prisão em regime semiaberto.
Um mecânico e uma companhia aérea são responsabilizados pela Justiça mais de dez anos depois da tragédia do Concorde da Air France.
A organização WikiLeaks revela que instalações em endereços americanos seriam alvos estratégicos. Banco suíço bloqueia conta do responsável pela divulgação dos documentos secretos.
Veja também:
Três jogadores do Barcelona concorrem ao prêmio de melhor do mundo.
Fluminense festeja os heróis do título conquistado depois de 26 anos. 

Do "Jornal da Record":

Quando um erro é fatal. Equipe que trocou soro por vaselina e matou menina de 12 anos presta depoimento.
Em outro hospital, garoto que só ia fazer cirurgia de fimose teve a boca cortada.
Na reportagem especial, pesquisadores buscam a cura da Aids no fundo do mar.
Chuva provoca inundações e desmoronamento no Brasil, mortes na Colômbia e na Venezuela e deixa milhares de desabrigados na Austrália.
Os nossos repórteres descobrem que o tráfico é apenas um dos inimigos do Complexo do Alemão.
Adolescente morre ao cair da escada de um shopping.
Brasileiros contam como escaparam do maior incêndio da história de Israel.
Guerreiros de Muricy. Fluminense comemora conquista histórica depois de 26 anos na fila. 

E do "SBT Brasil":

Uma menina morre ao receber vaselina em vez de soro na veia.
No fim da primavera, temporais e um tornado na região Sudeste.
Vinte e quatro cidades correm o risco de surto de dengue.
Chip na picanha para evitar furtos em supermercado.
Corte de gastos para conter a inflação pode atrasar obras do PAC.
O relator do Orçamento da União será investigado por desviar dinheiro a instituições fora da lei.
Depois de 26 anos, o Fluminense volta a ser o melhor time do Brasil.

Escrito por Nelson de Sá às 21h43

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Arianna Huffington e os sete jornais

Da entrevista de Fernanda Ezabella com Arianna Huffington, publisher do site The Huffington Post e que vem ao Brasil este mês para conversar com "políticos eleitos, líderes empresariais e membros da mídia":

A senhora ainda lê jornal de papel?

Sim, absolutamente. Adoro ler o jornal pela manhã, tomando café. Assino sete.

Como a qualidade do jornalismo foi afetada pela revolução midiática e o consequente declínio financeiro de empresas tradicionais?

Estamos vivendo uma era de ouro para os consumidores de notícias que podem navegar na internet, usar ferramentas de busca, acessar as histórias ao redor do mundo. A internet nos deu controle sobre as notícias que consumimos. E o crescimento explosivo de mídia social está também mudando nossa relação com a notícia. Não é algo que tomamos mais de forma passiva. Somos todos parte da evolução da história, expandindo com comentários e links para informações relevantes, adicionando fatos e pontos de vista diferentes.

O jornal já deu lucro? Qual a expectativa para 2011?

Sim, o HuffPost se tornou lucrativo neste ano. Queremos continuar expandindo o site, contratar mais repórteres para focar em produção de material original.

Escrito por Nelson de Sá às 11h55

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Record avança sobre a Globo

O Radar informa que o "Domingo Espetacular", da Record, obteve ontem em São Paulo "sua melhor marca desde que foi criado, aproximando-se de modo inédito do 'Fantástico': 17 pontos contra 20 da Globo", com reportagem sobre Silvio Santos, que liderou, e entrevista com Tiririca.

Segundo o portal R7, da Record, a reportagem de Marcelo Rezende sobre o empresário superou o "Fantástico", o próprio "Programa Silvio Santos" e a "Rede TV!", que exibia "Pânico", no horário abaixo:

Antes, na noite de quinta no Rio, a Record marcou 18 com "A Fazenda" contra 9,5 da Globo com "Clandestinos", "Afinal, o Que Querem as Mulheres" e "Jornal da Globo". O segundo lugar foi do SBT, 11 pontos.

Escrito por Nelson de Sá às 11h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais Ejesa/Ongoing

Na coluna Mônica Bergamo, "a Ejesa (Empresa Jornal Econômico S.A.), que tem como acionista o grupo português Ongoing" e publica os jornais "Brasil Econômico" e "O Dia", está com "conversas entabuladas" com a CNT, rede de TV das Organizações Martinez, de Curitiba.

Escrito por Nelson de Sá às 11h05

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Empresas estão abarrotadas de dinheiro

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Refugiados do Alemão na Rocinha

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 10h42

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Obama perto de ceder no imposto para ricos

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 10h30

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Consumo, consumo, consumo

 

 

Para as edições, Veja, Carta, IstoÉ e Época. Para sites, Veja, Carta, IstoÉ e Época.

Escrito por Nelson de Sá às 09h48

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma & China, Dilma & EUA

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje, com links (assinantes Folha e UOL). Na edição digital, à pág. A12 (assinantes Folha).

E uma análise do conflito entre o WikiLeaks e o "New York Times".

Escrito por Nelson de Sá às 09h18

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nelson de Sá Nelson de Sá é articulista da Folha de S.Paulo.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.