Nelson de Sá

Toda Mídia

 

Contra inflação, governo limita o crédito

Escalada do "Jornal Nacional":

Governo anuncia medidas para restringir o crédito no mercado e segurar a inflação. Isso pode tornar os novos empréstimos mais caros.
A presidente eleita Dilma Rousseff confirma três nomes na equipe.
Brasil reconhece estado palestino com fronteira de antes da Guerra dos Seis Dias.
Laudo psiquiátrico afirma que o assassino do cartunista Glauco não pode responder por seus atos.
Ex-moradores da Vila Cruzeiro contam como era a vida sob o domínio de traficantes no Rio.
Veja também:
O significado para a ciência da bactéria descoberta pela agência espacial americana.
O capacete que lê pensamentos criado por cientistas brasileiros. 

Do "Jornal da Record":

Vende-se casa por R$ 8 mil. Reportagem exclusiva revela que moradias doadas pelo governo são vendidas ilegalmente.
Os dois lados do morro. Policiais apreendem vídeo com festa de aniversário de um dos chefões do tráfico, vasculham casas e checam denúncias. Com a rotina menos violenta, moradores aproveitam para relaxar. O Haiti não é aqui. Soldados brasileiros que estão no Alemão revelam que os traficantes do morro têm mais armas do que os paramilitares do país caribenho. Polícia explode ogiva de guerra que apareceu no meio da rua.
Compras de Natal antecipadas. Nossos repórteres mostram centro de comércio popular em quatro cidades.
Com medo da inflação, Banco Central limita crédito ao consumidor.
Dilma confirma três novos nomes para o ministério.
Extremos do clima. Neve encobre Londres, inundação em Veneza e a seca no Nordeste. 

E do "SBT Brasil":

Água no chopp do Papai Noel. Medidas para conter a inflação vão deixar as compras a prazo mais caras.
Traficantes sob suspeita de roubar armamento de uma base militar no Rio.
Mais de cem policiais procuram ladrões de banco que usaram clientes e funcionários como escudo.
Definidos mais três nomes do ministério de Dilma Rousseff.
Técnico do Guarani indignado com a proposta de Ronaldo de dar um "dinheirinho" para o time ajudar o Corinthians.
Os três últimos tripulantes do navio alemão que fugiu da Segunda Guerra Mundial e veio parar no Brasil.
586 quilômetros por hora é a velocidade do trem-bala mais rápido do mundo.  

A coluna e o blog voltam na segunda.

Escrito por Nelson de Sá às 22h11

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

WikiLeaks sem filtro

O "NYT" não linka o WikiLeaks, mas sugeriu um serviço de busca para os documentos já liberados no Cablegate, 687 neste momento, que funciona bem: o Cablesearch.

A busca é atualizada conforme os novos documentos são disponibilizados.

Escrito por Nelson de Sá às 12h01

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

EUA em guerra contra o WikiLeaks

Nas manchetes on-line de "Guardian" e "Financial Times", neste momento, mas apenas um registro no "New York Times", "WikiLeaks luta para se manter on-line após empresa americana retirar seu domínio", virtualmente "matando seu endereço de internet". Foi a Everydns.

O WikiLeaks está agora em um domínio na Suíça, http://wikileaks.ch/

De John Perry Barlow, fundador da Electronic Frontier Foundation:

A primeira guerra da informação começou. O campo de batalha é o WikiLeaks. Vocês são os soldados.

Por outro lado, Daniel Ellsberg, que vazou os Papéis do Pentágono em 1971, cobertura histórica do "NYT", abriu campanha de boicote à Amazon, que derrubou anteontem a hospedagem do WikiLeaks.

E o site do "Guardian" está tendo problemas de acesso. Mas é devido à entrevista que programou com Julian Assange. Desde que abriu para perguntas, enfrenta excesso de tráfego.

Escrito por Nelson de Sá às 11h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lula vai vetar nova divisão de royalties

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Rio unido pelos royalties

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 10h04

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Rússia bate Inglaterra. Qatar bate EUA

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Brasil agarra

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje, com links (assinantes Folha e UOL). Na edição digital, à pág. A13 (assinantes Folha).

Escrito por Nelson de Sá às 09h39

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Inglaterra, Japão e EUA, não. Rússia e Qatar

Escalada do "Jornal Nacional":

Rússia em 2018, Qatar em 2022. A FIFA anuncia as sedes de duas copas mundiais.
A agência espacial americana descobre uma bactéria capaz de se alimentar de um veneno perigosíssimo.
Rio de Janeiro. Exército anuncia planos de repetir no Alemão o trabalho que realiza no Haiti.
Uma criança consegue avisar a polícia de que tinha sido sequestrada.
Incêndio florestal deixa 40 mortos em Israel.
Descobertos defeitos graves no motor do maior avião de passageiros do mundo.
Aprovada no Congresso a criação do cadastro de bons pagadores.
O Goiás dá um passo importante para ser campeão da Sul-Americana. 

E do "Jornal da Record":

Ação perigosa. Ladrão ataca um homem sem saber que ele é policial. O PM reage atirando e por pouco não acerta quem estava por perto.
190. Menina de oito anos de idade pede socorro à polícia pelo telefone e consegue sair do cativeiro.
Violência e paz no Complexo do Alemão. Moradores ganham asfalto e ajuda para tirar documentos. Enquanto isso, militares encontram mais armas, agendas dos traficantes e prendem guarda-costas dos bandidos.
O "Jornal da Record" mostra como é a segurança em um lugar odiado pelos criminosos, o presídio de Catanduvas.
Em Brasília, Dilma anuncia amanhã quem vai ficar ao lado dela no Palácio do Planalto.
Uma nova descoberta reacende a discussão sobre a vida fora da Terra.
Deu zebra. Rússia e Qatar desbancam os favoritos e vão sediar as Copas de 2018 e 2022.

Escrito por Nelson de Sá às 21h13

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Quer saber um segredo?

De Julian Assange à nova "Time":

"Somos uma organização que tenta tornar o mundo mais civilizado e agir contra organizações abusivas que estão atuando na direção contrária. Quanto à lei, tivemos em nossa história de quatro anos mais de cem ataques legais de vários tipos e nós fomos vitoriosos em todos... Se as tentativas [do governo americano de usar a legislação antiespionagem contra o grupo] tiverem sucesso, será um bom negócio para o WikiLeaks, porque a imprensa dos EUA será ainda mais constrangida e as pessoas simplesmente virão até nós."

Escrito por Nelson de Sá às 11h57

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lula e as rádios comunitárias

Do presidente da República, em entrevista a oito rádios comunitárias, sobre o Ministério das Comunicações, a ser dirigido por Paulo Bernardo:

O novo ministério está diante de um novo paradigma de comunicação. Quero alertar vocês porque esse debate vai ser envolvente, tem muita gente contra e muita gente a favor. Certamente, o governo não vai ganhar 100% e quem é contra não vai ganhar 100%... Dilma tem compreensão disso. Ao escolher [o ministro] ela vai ter que escolher pessoa que tenha relação com vocês, com os órgãos de comunicação e com a sociedade.

Escrito por Nelson de Sá às 11h17

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma e o "Washington Post"

Depois de escolher como chanceler o ex-embaixador brasileiro em Washington, Antonio Patriota, Dilma Rousseff concede entrevista hoje a Lally Weymouth, do "Washington Post". Como informa Mônica Bergamo, é a filha da publisher Katharine Graham, que morreu em 2001 depois de comandar o jornal por coberturas lendárias, como Watergate.

Escrito por Nelson de Sá às 10h56

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma escolhe Patriota para o Itamaraty

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h09

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Depois da batalha, armas e a caçada

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 10h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bancos europeus apelaram ao Fed na crise

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h54

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um governo de nerds

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje, com links (assinantes Folha e UOL). Na edição digital, à pág. A8 (assinantes Folha).

Escrito por Nelson de Sá às 09h47

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Toneladas de drogas vão para o forno

Escalada do "Jornal Nacional":

Policiais do Bope investigam uma denúncia. Dezenas de traficantes podem ter escapado pela tubulação de esgoto no Alemão. Moradores são incentivados a denunciar abusos na operação policial. Toneladas de drogas apreendidas vão para o forno em Volta Redonda.
Preso primeiro condenado pelo sequestro e assassinato do prefeito de Santo André.
A Justiça Eleitoral inocenta o deputado eleito Tiririca.
O PMDB avisa que quer mais ministérios no governo Dilma.
Anunciada uma redução no ritmo de desmatamento da Amazônia.
Descobertos novos documentos americanos que mencionam o Brasil. 

Do "Jornal da Record":

Vai pelos ares a fortaleza usada como ponto de observação pelos criminosos. Vai pelo forno a enorme quantidade de droga retirada do morro. Novas apreensões revelam um arsenal que ficou para trás. Diário do conflito. Nossos repórteres já estão morando no Alemão. Acompanharam as incursões na mata e a volta à rotina nas escolas.
Informação exclusiva. Onze PMs são presos suspeitos de assalto a banco.
Telhado de creche desaba e mata duas crianças.
A Aids avança entre os jovens brasileiros.
Heróis da chuva. Frentistas reencontram aposentado que salvaram da enxurrada. 

E do "SBT Brasil":

Policiais descobrem esconderijo de traficantes no Rio. Soldados do Exército constroem barricadas no Complexo do Alemão. O que pensam as crianças da violência dos últimos dias?
Teto de uma creche desaba e duas menores morrem no Espírito Santo.
Um administrador escolar morre levado pela enxurrada em Bauru, interior de São Paulo.
Brasileiros vivem dez anos mais do que há três décadas.
PMDB ensaia uma nova rebelião se não ficar com cinco ministérios do governo Dilma.
A Justiça Eleitoral libera o deputado Tiririca para tomar posse.
Carrões e prêmio de R$ 1 milhão para quem fizer compras de Natal.

Escrito por Nelson de Sá às 21h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ongoing é investigado

De Elvira Lobato e Julio Wiziack, sob o título "Ministério Público investiga atuação do Ongoing no país":

O Ministério Público Federal de São Paulo abriu investigação sobre o grupo português. A suspeita é de artifício para burlar a Constituição, que proíbe controle por estrangeiros de jornais e emissoras. O Ongoing entrou no final de 2009, com o "Brasil Econômico". Em abril, comprou "O Dia", "Meia Hora" e "Marca". Executivos já anunciaram a intenção de compra de participação em emissora de TV, o lançamento de um canal pago econômico e de um jornal em Brasília. A Folha apurou que já fechou contrato com o "Jornal Alô Brasília".

O procurador Márcio Schusterschitz Araújo iniciou a investigação a partir de representação da ANJ (Associação Nacional de Jornais). A Empresa Jornalística Econômico S.A. (Ejesa), que edita os jornais, tem 70,1% do capital em nome da brasileira Maria Alexandra de Almeida Vasconcellos, mulher de Nuno Vasconcellos, presidente do Ongoing, que tem 29,9%. O procurador quer saber a origem dos recursos. A Ejesa informou que Maria Alexandra é casada com separação de bens, situação que indicaria ser dela o capital.

Informações fornecidas por empresários e políticos no Brasil e em Portugal sugerem que o grupo foi estimulado por membros do PT a implantar uma rede de comunicação alinhada com o governo que diminuísse o poder dos grandes grupos privados. O interlocutor é o ex-ministro José Dirceu, colunista do "Brasil Econômico". A namorada dele, Evanise Santos, é diretora de marketing da Ejesa. O Ongoing usa serviços do escritório de consultoria de Brasília JC&S Brasil para buscar recursos. Entre os alvos estão fundos de pensão estatais.

No plano de mídia do grupo, a aquisição ou participação em uma emissora de TV é fundamental. O Ongoing tenta comprar os 29% de Marcelo Carvalho na RedeTV!. O valor inicial seria de US$ 300 milhões. Não houve avanço e o grupo prepara uma oferta de valor mais baixo. O acionista da RedeTV! diz que "não tem negociação com Ongoing nem com undergoing (sic)" e que por essa cifra ele "nem pisca". O Ongoing também tenta convencer a Bandeirantes a fazer coproduções ou terceirizar parte da produção para o grupo.

Escrito por Nelson de Sá às 10h18

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Policiais da operação no Rio são investigados

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cabo do Bope volta para casa

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 09h51

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Crise avança sobre Espanha, Itália, Portugal

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h41

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Juros e o maremoto

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje, com links (assinantes Folha e UOL). Na edição digital, à pág. A10 (assinantes Folha).

Escrito por Nelson de Sá às 09h29

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

150 fuzis e metralhadoras, 380 motos

Escalada do "Jornal Nacional":

A polícia apresenta o material apreendido no morro do Alemão. Uma quantidade gigantesca de armas e de drogas. Chefes da PM e da Polícia Civil dizem que os responsáveis por abusos na libertação da comunidade serão expulsos.
Surge mais um nome feminino no provável ministério da presidente Dilma Rousseff. Desta vez, no Ministério do Meio Ambiente.
Super vírus de computador põe vários países em alerta.
Divulgação de documentos secretos dos Estados Unidos volta a provocar constrangimento internacional.
Na hora de aumentar mensalidade, escolas têm que apresentar justificativa aos pais.
Cidades da Grande São Paulo sofrem inundações com o temporal.
Veja também o próximo desafio do atacante Neymar, do Santos.
A confirmação de mais duas presentações do Rock in Rio. 

Do "Jornal da Record":

No alto do morro e embaixo da terra. A polícia descobre um novo esconderijo do tráfico. Pente fino no Alemão. Quase 150 fuzis e metralhadoras encontradas, 380 motos e R$ 100 milhões de prejuízo para o crime depois da fuga dos bandidos. Surgem novas áreas de conflito. Mudança de endereço. Equipe da Rede Record passa a morar em uma casa no Complexo do Alemão.
A chuva alaga ruas e arrasta carros em São Paulo. É um prenúncio do verão.
Os novos ministros de Dilma Rousseff em Brasília.
Fé, amor e traição. "Sansão e Dalila" é a nova minissérie da Record. 

E do "SBT Brasil":

Nossos repórteres mostram blindado usado na invasão do Complexo do Alemão. A polícia do Rio calcula em R$ 100 milhões o prejuízo do crime com a perda de território.
Em São Paulo, mais de 300 quilos são encontrados perto de um presídio dominado pelo bando PCC.
Definidos mais dois nomes do ministério de Dilma Rousseff.
Vem aí o "Aerodilma", o avião da presidente eleita.
Quase metade dos brasileiros compraram produtos piratas este ano.

Escrito por Nelson de Sá às 21h07

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

MySpace e Salon à venda

O "Wall Street Journal", de Rupert Murdoch, anuncia que a corporação está "aberta a alternativas para o MySpace", também de Murdoch, "inclusive venda". A rede social, comprada em 2005 por US$ 580 milhões, enfrenta "mergulho" de audiência e publicidade.

O "WSJ" também informa que a Salon "está explorando oportunidades para fusão ou aquisição por outra empresa de mídia".

O "Financial Times" critica o grupo espanhol Prisa, que confirmou injeção de recursos da americana Liberty Acquisition, reduzindo a participação da família Polanco de 70% para 30% e cedendo o controle. Mesmo com a operação, seu "nível de dívida ainda é bastante assustador".

O "FT" questiona as aquisições do grupo na fase "exuberante pré-crise" e ironiza que, "como se recusou a vender a prataria da família para pagar as contas, agora a família teve de ir".

Escrito por Nelson de Sá às 11h39

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O Rio continua

O "Meio & Mensagem" informou ontem que o "Bradesco é o primeiro patrocinador" da Olimpíada no Rio. O banco e sua seguradora poderão "associar a marca aos Jogos Olímpicos Rio 2016 e ao Comitê Olímpico Brasileiro já a partir de 2011".

O site diz que "não foi informado o valor final", mas o valor mínimo estipulado pelo Comitê Organizador Rio 2016 para os patrocínios das categorias Serviços Financeiros e Seguros foi de US$ 320 milhões.

Do presidente executivo do Bradesco, Luiz Carlos Trabucco Cappi:

Aos olhos do mundo, será a celebração de um Brasil da agenda positiva, da modernidade, do trabalho, da inclusão social e do desenvolvimento econômico.

Escrito por Nelson de Sá às 10h53

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Para registro

Da coluna de Alberto Pereira Jr., no "Agora", na nota "Na frente":

A Record foi líder por dez horas, no ibope do Rio, durante a transmissão da operação policial contra o tráfico no fim de semana.

Escrito por Nelson de Sá às 10h22

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Exército fica no morro até chegarem duas UPPs

 

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 09h51

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Renê, 17, Igor, 15, Débora, 11, a Voz da Comunidade

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 09h41

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Obama congela salário dos servidores por dois anos

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h28

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Esperança

Leia a coluna "Toda Mídia" com links. Na Folha digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 09h16

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em meio a aplausos, moradores se queixam de abusos

Escalada do "Jornal Nacional":

Buscas no morro do Alemão no Rio. Policiais vasculham casas que possam ter sido transformadas em esconderijos de traficantes. Surge a suspeita de que uma obra de saneamento básico tenha sido usada como rota de fuga. Em meio a aplausos pela ocupação, moradores se queixam de abuso de alguns policiais. Nossos repórteres mostram como foi o primeiro dia da comunidade libertada. E contam os bastidores da cobertura jonalística que paralisou o Brasil no domingo.
Veja também:
Entra em vigor a exigência de receita na venda de antibióticos.
TAM é impedida de vender bilhetes para voos que decolem nesta semana.
O IBGE divulga dados do Censo 2010. 

Do "Jornal da Record":

Diário da guerra. Nossos repórteres passam a primeira madrugada no Complexo do Alemão livre do tráfico. Tropa unida. Conheça a central de inteligência que comandou quase três mil homens. As descobertas após a ocupação. Drogas. Quase 40 toneladas de maconha e a surpreendente quantidade de armas. Motos. O luxo e o conforto dos chefões do tráfico. Fim da linha para o traficante que gostava de se exibir com fuzil. O governo diz que o Exército só sai quando a UPP chegar.
Veja também:
Mais de cem voos cancelados. E a Anac proíbe a TAM de vender passagens.
O flagrante da quadrilha que rouba notebooks no maior aeroporto do país.
O "Jornal da Record" foi testar a nova regra para a venda de antibióticos.
O novo Brasil que o Censo revelou. 

E do "SBT Brasil":

Chefões do tráfico podem ter fugido pelos morros disfarçados de funcionários do PAC. Policiais vasculham 30 mil casas do Complexo do Alemão em busca de bandidos. Um dia depois da retomada da favela, moradores saqueiam mansão dos traficantes. Tropas do Exército vão ficar no Rio até a metade do ano que vem. Pastor evangélico acusa polícia de roubo em invasão na Vila Cruzeiro.
O maior vazamento de documentos secretos da diplomacia americana revela que o Brasil escondeu a prisão de terroristas.
Jornal da Suíça diz que presidente da CBF recebeu dinheiro em conta secreta.
Até sexta-feira a TAM está proibida de vender passagens.

Escrito por Nelson de Sá às 21h28

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O dilúvio

O "Guardian", jornal mais próximo do WikiLeaks, postou um vídeo que introduz ao vazamento histórico, com comentários de David Leigh, Timothy Garton Ash e outros.

Escrito por Nelson de Sá às 11h45

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

WikiLeaks vs. "NYT"

No Yahoo News, Michael Calderone informa que não foi o WikiLeaks, mas o "Guardian", que passou a cópia dos documentos ao "New York Times". O jornal britânico havia recebido os despachos do WikiLeaks em agosto.

A relação do WikiLeaks com o "NYT" vem mal há meses. Julian Assange, em entrevista ao Democracy Now em julho, já havia qualificado a conduta do jornal americano como "pusilânime" e "antiprofissional".

Criticou "como a imprensa americana tende a lidar com governos antes da publicação", contrastando com "os padrões que nós temos e que a imprensa europeia tem". O "NYT" apresentou à Casa Branca o vazamento do Pentágono, antes da publicação. E decidiu não publicar alguns e não linkar o site do WikiLeaks. Agora, repetiu a conduta.

Escrito por Nelson de Sá às 11h17

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

WikiLeaks e o Brasil

Além da reportagem "PF disfarça prisão de terroristas, dizem EUA", de Fernando Rodrigues, a Folha traz artigo em que Julian Assange, do WikiLeaks, descreve os novos documentos como "a verdadeira história do império americano de 1966 a 2010, da maneira como foi relatada pelas embaixadas de todo o mundo". E fala da divulgação no Brasil:

Para este lançamento, começamos a produzir também reportagens em português no nosso site, porque o WikiLeaks tem muitos apoiadores no Brasil. A filosofia da nossa organização é compartilhada pelos grupos brasileiros que lutam por liberdade na mídia, na imprensa e na internet. Temos parceria com "New York Times" e "Guardian" para chegar ao público que fala inglês, "El País" para espanhol, "Le Monde" para francês e "Der Spiegel" para alemão. Mas o português também é uma língua muito importante, e a publicação deste material é de grande interesse para os brasileiros -e de grande interesse para definir os rumos do novo governo. 

No texto de introdução ao WikiLeaks em português, via Luis Nassif:

No caso brasileiro, o WikiLeaks obteve 1.948 documentos enviados pela embaixada em Brasília e alguns enviados por consulados. Eles revelam como os diplomatas americanos realmente veem o Brasil à medida que o país busca reconhecimento internacional –nem sempre com bons olhos– e como a embaixada faz lobby pelos interesses dos EUA, desde petróleo até a venda de equipamentos militares. Também mostram encontros com autoridades, membros do governo e da oposição, jornalistas e diplomatas de outros países. Revelam como os diplomatas americanos relataram alguns dos acontecimentos políticos e econômicos mais importantes nos últimos sete anos. E como os EUA continuam buscando influenciar a política nacional, mesmo na era Obama. Algumas dessas histórias serão publicadas pelo site do WikiLeaks, que vai produzir pela primeira vez material em português. A ideia é chegar até o público que nos apóia no Brasil e que compartilha da nossa filosofia. Em especial, aos que lutam pela liberdade de imprensa, mídia e internet. 

O WikiLeaks luta para trazer verdade e transparência para todo o mundo. Como os telegramas se referem a muitos países, sentimos a necessidade de trazer o maior número possível de parceiros da imprensa internacional. Só assim podemos ter a expertise e o conhecimento local que possibilite a devida interpretação e o melhor aproveitamento de histórias. Um relato sobre o Brasil pode não ser de interesse para um jornal britânico, mas com certeza interessa ao público brasileiro. Para o Cablegate, o WikiLeaks também convidou como colaboradores jornalistas investigativos independentes do Reino Unido, EUA, Australia, Brasil, Suécia, França, Guatemala. Eles revisaram o material, procuraram eventos importantes em cada país e investigaram todos os documentos secretos. Serão responsáveis por escrever histórias diferentes daquelas publicadas nos jornais, de ângulos inovadores, para o site do WikiLeaks. 

Em uma primeira reportagem no site, de Natália Viana, "Em segredo, Brasil monitora e prende suspeitos de terrorismo". Mais "Embaixada se aproxima de muçulmanos moderados para vigiar extremistas".

Escrito por Nelson de Sá às 10h35

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Polícia ocupa morro

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 09h57

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A libertação, a reconquista, a maior vitória

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 09h42

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Nos despachos vazados, ameaças e tensão dos EUA

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h33

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Vencer, vencer

 

 

Para as edições, Veja, Carta, IstoÉ e Época. Para sites, Veja, Carta, IstoÉ e Época.

Escrito por Nelson de Sá às 09h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Crise diplomática

Leia a coluna "Toda Mídia" com links. Na Folha digital, à pág. A14.

E também uma análise do confronto no Rio, à pág. C6.

Escrito por Nelson de Sá às 08h47

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nelson de Sá Nelson de Sá é articulista da Folha de S.Paulo.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.