Nelson de Sá

Toda Mídia

 

A pesquisa mostra estabilidade

Escalada do "Jornal Nacional":

Um motorista que se recusou a soprar o bafômetro fica sem punição. E a decisão do Superior Tribunal de Justiça põe em cheque a Lei Seca.
Mineiros resgatados no Chile estão quase todos em casa.
Um hospital é desativado por causa de um incêndio.
Objetos voadores misteriosos são identificados em Nova York.
O instituto Datafolha divulga uma nova pesquisa da intenção de voto para a eleição presidencial. [vídeo abaixo]
Uma desistência leva a Copa de 2018 para a Europa. 

Do "Jornal da Record":

Criminosos obrigam motociclistas a andar sem capacete.
Não adiantou nada. Ônibus são assaltados mesmo com câmeras de segurança.
Trânsito dentro da lei. Saiba como receber indenização por atropelamento.
Briga de crianças em escola termina em pancadaria de adultos.
No dia do mestre, presidenciáveis pedem votos aos professores.
Na série especial, o bombeiro Joe, o homem que sobreviveu ao maior atentado terrorista da história. 

E do "SBT Brasil":

Cinco doentes morreram depois de transferidos de hospital incendiado no Rio.
Quase um ringue. Vereadores trocam socos em câmara municipal no Rio Grande do Sul.
Outra vez. Moradores do Rio ficam no meio de tiroteio entre polícia e traficantes.
As mulheres devem receber o resultado de exame de câncer de mama em, no máximo, 60 dias.
Dilma Rousseff divulga carta de compromisso com evangélicos e José Serra distribui panfletos em que cita Jesus.
Onde está o Tiririca? Duas semanas depois da eleição, o deputado mais votado do Brasil ainda não apareceu para explicar-se à Justiça Eleitoral.
Concluída a perfuração do túnel mais longo do mundo. 

A coluna e blog voltam na segunda-feira.

Escrito por Nelson de Sá às 22h04

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A sociedade retrocedeu

Da psicanalista Maria Rita Kehl, em entrevista à revista "CartaCapital", sobre o aborto na campanha:

Mostra o atraso da sociedade brasileira. Porque, claro, nenhum candidato vai ser eleito se estiver em descompasso com a maioria da sociedade. O que me espanta é o atraso. E a ignorância aí é apoiada pelo Serra, de misturar questões religiosas com questões políticas. Como é que as igrejas começam a pautar a lei agora? Uma coisa é decidirem o que é pecado e o que não é, outra é decidirem o que é ilegal e o que não é. A campanha do PSDB tem responsabilidade, sim, de acirrar esta intolerância religiosa, o tom fascistoide que estas coisas estão adquirindo. A Dilma respondeu duas vezes no debate da Band que neste país não tem intolerância religiosa. Fica esta irresponsabilidade feia do PSDB de estar acirrando isso, mas ao mesmo tempo a sociedade mostra como é atrasada.

É horrível que os candidatos tenham de aparecer ajoelhados comungando, dizendo que são a favor da vida… Claro que são, quem é que não é? Agora, é a Igreja que não é a favor da vida. Aí é uma opinião minha. A ONG Católicas pelo Direito de Decidir me convidou para debater e elas pensam assim: a criminalização do aborto é contra a liberdade sexual da mulher, ponto. Não pode usar camisinha, porque a Igreja também é contra. Se não pode usar, não pode evitar filho, não pode nem evitar epidemias como o HIV que mata milhões na África, que "a favor da vida" é esse? O que circula é uma desinformação, "coitadinha da criancinha", "eu poderia ter sido abortado", não é neste grau. E a Marina tem responsabilidade nisso. Mesmo que a Dilma ganhe, a sociedade retrocedeu muito e isso é responsabilidade da campanha. É terrível.

FHC concorda, informa Mônica Bergamo na Folha:

Chega de aborto. Quem diz isso não é um adversário de Serra, e sim o ex-presidente. Ele acha que o assunto tem sido abordado de maneira imprópria. Diz que Serra deve ouvir menos os marqueteiros e "ser mais ele". FHC foi vítima em 1985 de campanha difamatória de cunho religioso quando disputou contra Jânio Quadros.

Por outro lado, diz Kehl:

Eu li um artigo dizendo que o caso Erenice foi mais decisivo para exigir o segundo turno do que essa "fofocaiada" toda sobre o aborto. E, infelizmente, está certo. O governo para o qual eu voto e continuo votando tem uma leniência com a corrupção que deixa até difícil um petista defender, tenho que dizer isso. Lula naturalizou a corrupção, como sendo parte do jogo político. E aí, está bom, quando fica mais escandaloso, demite. Mas "deixa acontecer", entendeu? Renan Calheiros, Sarney são vergonhas que a gente tem que engolir, fica parecendo que é culpa da oposição agitar isso. Claro que ela vai agitar. Nós agitaríamos isso se aparecesse uma coisa tão escandalosa na outra campanha.

A diferença aí –que é a favor da atitude do governo Lula, mas que ao mesmo tempo não o torna vítima– é que o governo Lula não consegue blindar a imprensa como o governo do PSDB consegue, porque tem a imprensa na mão. Então, quando surge alguma coisa, surge como fofoca que desaparece no dia seguinte. Como a coisa do Paulo Preto, que o Serra não respondeu no debate e ficou por isso mesmo. A gente sabe que é um governo que blinda. O Alckmin, como a candidatura dele estava bem, teve a campanha toda em céu de brigadeiro, do começo ao fim, não tinha ninguém que pudesse pegar alguma coisa e contestar. E se pegasse, não ia sair na imprensa. De fato, a grande imprensa se encarrega de censurar quaisquer denúncias sobre os governos que ela apoia.

Lauro Jardim informa na nota "Bico fechado", na "Veja", que "Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, não dará qualquer entrevista a partir de agora".

Escrito por Nelson de Sá às 11h54

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Estatais se capitalizam. Infra terá R$ 1 trilhão

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 09h36

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bope abre caminho para UPP em Vila Isabel

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 09h25

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Queda do dólar traz mais alertas

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h21

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Como parar uma guerra cambial

Para as edições, Time e Economist. Para os sites, Time e Economist.

Escrito por Nelson de Sá às 09h12

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Efeito Serra

Leia a coluna "Toda Mídia" com links. Na Folha digital, à pág. A16.

Escrito por Nelson de Sá às 09h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Paulo Preto no "Jornal Nacional"

Não foi possível postar as escaladas do "JN" e do "Jornal da Record". Abaixo, "SBT Brasil":

Presidente do Chile visita os mineiros no hospital e os convida para um jogo de futebol. Chilenos comemoraram o salvamento do último mineiro. Tubo foi fechado e a mina de San Jose será desativada.
No Pará, quatro garimpeiros morrem em um deslizamento de terra.
Desespero no Rio. Incêndio em um hospital obriga pacientes a saírem às pressas.
Nova pesquisa eleitoral mostra empate técnico entre Dilma Rousseff e José Serra.
Dez meses depois, as famílias de militares brasileiros mortos no Haiti esperam a indenização.

Escrito por Nelson de Sá às 21h48

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Deus no palanque

De Mônica Bergamo, sob o título acima:

A equipe de marketing de Serra continuará firme em sua investida religiosa. Pesquisas que orientam as duas campanhas mostram que o embate está se dando hoje em torno de um público de indecisos (cerca de 7%) formado em grande parte por mulheres de 25 a 35 anos, com média escolaridade, despolitizadas, muito religiosas e suscetíveis a mensagens de impacto emocional. Para elas, conceitos como "amor", "do bem" e "Deus no coração" podem pesar mais que qualquer outro. Entre os eleitores de Dilma há também uma faixa instável com o mesmo perfil que poderia trocar de lado. Para segurá-los, a campanha manterá conceitos religiosos e da "família brasileira" no ar, tentando resistir à investida do marketing tucano.

Abaixo, a charge de Angeli, hoje:

Escrito por Nelson de Sá às 11h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Também contra a Record

O site da revista "Veja" posta que a vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, pediu multa à Record por reportagem que, "engenhosamente", segundo ela, deu tratamento privilegiado a Dilma Rousseff. A ação foi apresentada pela coligação de José Serra.

A emissora "não quis apresentar defesa e será julgada à revelia". Segundo Cureau, a reportagem "deixa no espectador a impressão de que está assistindo a um programa eleitoral de Dilma".

No último mês, Cureau abriu "processo administrativo para apurar denúncia de um homem, cujo nome não foi revelado" _e segundo o qual "a revista 'CartaCapital' apoia Dilma".

Escrito por Nelson de Sá às 09h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Você é de onde?"

No "Valor" de hoje, relata o texto de Sérgio Bueno, José Serra "negou-se novamente a responder sobre as supostas irregularidade envolvendo o ex-assessor Paulo Preto e travou o seguinte diálogo com o correspondente do 'Valor' no Rio Grande do Sul":

O senhor não vai mais comentar a questão do Paulo Preto?

Não tem o que comentar.

Mas primeiro o senhor disse que não o conhecia e depois...

Eu considero em primeiro lugar... Você é de onde?

Do "Valor Econômico".

Sei. Eu considero, em primeiro lugar, um preconceito odiento [sic] o fato de se referirem a uma pessoa com esse apelido. Quando me disseram por esse apelido eu disse: eu não conheço. Eu não traio, não tenho preconceito racial que está envolvido na sua pergunta, está envolvido em muito do que se fala.

Mas é como ele é conhecido.

Envolve um preconceito racial. Segundo, não tem nada para comentar exceto a pauta petista feita. Não houve desvio de dinheiro na minha campanha nenhum. A Dilma está preocupada com desvio de dinheiro na minha campanha, que não aconteceu. Já eu estou preocupado com o desvio de dinheiro feito na Casa Civil. Tá certo? Eu sei que no caso vocês não têm interesse na Casa Civil, naquilo foi desviado etc. Seu jornal pelo menos não tem. Agora, no nosso caso, nós temos. E o resto é factóide petista.

Encerrando a reportagem, Serra "arrematou dizendo que o jornal faz 'manchete para o PT botar no horário eleitoral'".

A diretora de Redação do "Valor", Vera Brandimarte, falou à Folha:

O jornalista só estava fazendo o trabalho dele, que é perguntar. Todos os candidatos devem estar dispostos a responder questões, mesmo sobre temas que não lhes agradem. É lamentável que, diante de uma pergunta que não o agradou, o candidato tenha reagido de forma explosiva, atacando o jornal, ou mesmo o jornalista.

No Globo Online, o blog de Ricardo Noblat reproduz a resposta.

Escrito por Nelson de Sá às 09h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Serra afirma que "Valor" reproduz "pauta petista"

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 09h21

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma contra aborto e união homossexual

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 09h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

EUA abrem negociações com Taliban

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ordem e desordem

Leia a coluna "Toda Mídia" com links. Na Folha digital, à pág. A14.

Escrito por Nelson de Sá às 08h34

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mundo não dormiu... Nunca se viu no mundo...

Escalada do "Jornal Nacional":

13 de outubro de 2010. 33 homens renascem no Chile. O "Jornal Nacional" mostra um salvamento como nunca se viu no mundo. E as dificuldades enfrentadas por mineiros e técnicos em uma operação histórica.
Eleições 2010. O Ibope divulga a mais nova pesquisa de intenção de votos na disputa da Presidência. Você vai ver as atividades de campanha dos candidatos Dilma Rousseff e José Serra. 

Do "Jornal da Record":

Uma sequência de viagens. Do fundo da terra à superfície do Atacama, deu certo a operação de resgate dos mineiros soterrados. Na cobertura especial do "Jornal da Record", as histórias da noite em que o mundo não dormiu para vibrar com o resgate dos mineiros. Você vai acompanhar as imagens mais marcantes e todas as emoções de uma noite inesquecível para os chilenos.
Barbeados e bem dispostos, os mineiros começam uma nova vida. Por aqui, brasileiros também lutam para superar as cicatrizes das grandes tragédias. 

E do "SBT Brasil":

No Chile, o fim de quase 70 dias de angústia. O sucesso da maior operação de resgate da história da mineração. Na retirada de cada operário, a comemoração como se fosse um gol. Nossos repórteres testemunharam a emoção da retirada do primeiro homem. Como os técnicos da Nasa ajudaram a construir a cápsula usada no salvamento dos mineiros.
Fuzileiros navais brasileiros treinam em Goiás para atuar em missão no Líbano.
Motorista que não atender ao pedido da fábrica para consertar carro com defeito terá falta anotada no prontuário.
Dilma Rousseff recebe apoio de evangélicos. José Serra contra-ataca na denúncia de desvio de dinheiro da campanha.

Escrito por Nelson de Sá às 21h54

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mídia oficial

Sobre a onipresença do presidente chileno, o conservador Sebastián Piñera, na cobertura do resgate pela mídia ocidental, de jornais a canais como a Fox News, abaixo, a BBC informou ontem:

Uma plataforma foi montada a 200 metros da mina, de onde os jornalistas poderão acompanhar os desdobramentos. Mas as imagens –foto e vídeo– da saída dos mineiros serão distribuídas exclusivamente pelo governo chileno via fotógrafo e TV oficiais.

Escrito por Nelson de Sá às 09h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Presidente chileno recebe os mineiros 3

Para as edições, FSP/índice, VE/índice, ESP e BE. Para os sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 08h57

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Presidente chileno recebe os mineiros 2

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 08h49

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Presidente chileno recebe os mineiros

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 08h44

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frenesi

Leia a coluna "Toda Mídia" com links. Na Folha digital, à pág. A13.

Escrito por Nelson de Sá às 07h42

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nelson de Sá Nelson de Sá é articulista da Folha de S.Paulo.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.