Nelson de Sá

Toda Mídia

 

Advogada que defendia bandidos é executada

Escalada do "Jornal Nacional" de 6.8:

Uma vitória da ciência. A regeneração de músculos de ratos em uma técnica revolucionária.
Um mistério japonês. Dezenas de velhinhos de mais de cem anos estão desaparecidos.
Na série de reportagens sobre o financiamento de imóveis, como diminuir o valor e encurtar o prazo de pagamento.
Esportes. A seleção feminina de vôlei vence a primeira no Grand Prix.
O Internacional conquista vaga na finalíssima da Libertadores.
O corredor Usain Bolt perde mais de dois anos de invencibilidade.
O Ibope divulga uma nova pesquisa da intenção de votos na eleição para presidente. 

Do "Jornal da Record":

Profissão de risco. Advogada que defendia bandidos é executada em São Paulo.
Área de risco. Adolescente da periferia pode ter sido morto por policiais.
Pânico em Salvador. Enfermeiro vendia vacinas falsas contra meningite. Ninguém sabe o que tinha nas ampolas.
Ele compra e não paga. Ele vende e não entrega. O "Jornal da Record" descobre os golpistas dos carrões blindados.
Velocidade máxima. Perseguição policial e briga nos Estados Unidos. E a loucura de homem que se jogou embaixo de um trem na China.
Sem limites. Na ilha de Cingapura, a piscina perto do céu.
Na série do Dia dos Pais, o homem solteiro que adotou seis filhos já crescidos.
Data que o mundo não esquece. Há 65 anos a bomba atômica matou milhares de pessoas no Japão.
Data que a música brasileira faz questão de lembrar. Cem anos de Adoniran Barbosa.  

E do "SBT Brasil":

A Polícia Federal vasculha no esgoto para encontrar traficantes e consumidores de cocaína. Um teste já mostrou que duas toneladas da droga são usadas por ano no Distrito Federal.
Somente em São Paulo, mais de 20 mil presos terão a saída temporária pelo Dia dos Pais.
O chinês que pulou na frente do trem para gravar um vídeo.
O médico que fez a cirurgia do joelho de Kaká diz que ele arriscou a carreira na Copa da África.
A festa do Internacional, finalista da Libertadores, e a demissão do técnico do São Paulo, que ganhou, mas não levou.
O presidente Lula nega que empresas brasileiras estejam levando calote na Venezuela.
O rapper que quer ser candidato a presidente do Haiti é acusado de desviar dinheiro das vítimas do terremoto.
A lei paulista para evitar que as pessoas batam a cabeça na vitrine das lojas.
Os 65 anos da bomba atômica em Hiroshima. 

A coluna e o blog voltam na segunda-feira.

Escrito por Nelson de Sá às 01h22

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Por que não usaram um avião da Embraer?

Ontem na escalada e depois na voz de um entusiasmado William Bonner, "vai decolar o JN no Ar". Entra uma animação com o Falcon 2000 e em seguida Ernesto Paglia, ao lado do avião:

Nossa equipe vai embarcar diariamente neste avião e disparar a jato, a mais de 800 quilômetos por hora, para um pedaço do Brasil. Vamos voar pelo menos 55 horas a bordo deste jato executivo de fabricação francesa. As asas do Falcon 2000 são capazes de nos levar a qualquer ponto do território nacional, sem escalas. Dá para cruzar o mapa de Porto Alegre a Rio Branco em pouco mais de três horas. Na bagagem, 700 quilos de equipamento.

Primeira reação no post do Blue Bus, agora pela manhã:

Por que não usaram um avião da Embraer?

Escrito por Nelson de Sá às 11h38

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lula & Marinho

No "Estado", "Presidente tem encontro com dono da Globo":

Munido com dados econômicos e novos números que apontam a liderança de Dilma Rousseff, Lula discutiu ontem a campanha sucessória com o vice-presidente das Organizações Globo, João Roberto Marinho. Na saída, Marinho disse aos jornalistas que Lula demonstrou "otimismo" com a performance de Dilma. "Num determinado momento da conversa, ele falou da campanha e da candidatura da ministra, mostrando-se muito otimista."

O empresário disse que o interesse de Lula era saber o que ele está achando da economia. "O presidente está preocupado em deixar o país arrumado", afirmou, comentando que a economia vai "muito bem", mas que há preocupação com a política fiscal. "O presidente não emitiu opinião, estava querendo mais ouvir do que falar."

Escrito por Nelson de Sá às 10h58

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

FHC & Marinho

Da coluna de Mônica Bergamo, "FHC ferve na Flip":

FHC ficou hospedado na casa de Roberto Irineu Marinho, das Organizações Globo, no centro histórico de Paraty. Foi a estrela de um jantar que reuniu escritores e intelectuais na quarta. "Eu e Roberto somos amigos há muitos anos", disse o ex-presidente quando saía ontem. Caso dormisse na cidade, FHC assistiria ao debate realizado pela Band na casa do acionista da Globo.

No evento sobre "O Príncipe" na Flip, o escritor Salman Rushdie elogiou a tradição "republicana" dos EUA de ex-presidentes se manterem em silêncio e "FHC, sorrindo, interrompeu-o":

Sou um ex-presidente que não fala. [A platéia riu.] O Lula também acha que ex-presidente não deve falar. Estou esperando...

Escrito por Nelson de Sá às 10h42

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em debate de baixa audiência, ninguém perdeu

O debate na Band "teve só 3 pontos de audiência", informa a Folha. No dizer de Lauro Jardim, "futebol dá de dez", e de Daniel Castro, "goleia". No horário, a Globo alcançou média de 30 pontos com São Paulo e Inter. Também ficaram à frente do debate Record (10,7) e SBT (8,1).

Para Vera Magalhães, "o tucano apostou no confronto", enquanto "a petista bateu em FHC". E "Dilma, novata em debates, e Serra, veterano, pareciam nervosos, o que ajudou a criar o clima de tensão".

Para Marcelo Coelho, "em ritmo frenético, os quatro tentam explicar tudo em dois minutos". E "Dilma e Marina vacilaram bem mais do que Serra e Plínio, mas ninguém foi ao chão".

Escrito por Nelson de Sá às 10h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

EUA liberam US$ 500 milhões de Daniel Dantas

Para as edições, FSP (índice), VE (índice), ESP e BE. Para sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Serra ataca

 

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 09h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

China ataca acordo nuclear EUA-Vietnã

 

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h38

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O Estado volta aos negócios

Para as edições, Time e Economist. Para sites, Time e Economist.

Escrito por Nelson de Sá às 09h32

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ashtiani quer asilo

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A14.

Escrito por Nelson de Sá às 09h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma abre dez pontos sobre Serra

Escalada do "Jornal Nacional":

A Justiça de Minas aceita denúncia contra os acusados pela morte de Elisa Samudio. A mulher que se diz namorada de Bruno também é presa.
A posição do governo brasileiro em relação aos direitos humanos provoca polêmica.
A supermodelo Naomi Campbell vai parar em um tribunal de guerra.
Kaká é submetido a uma nova cirurgia.
Na Copa do Brasil, o Santos é o novo campeão. Mais uma festa dos meninos que conquistaram o país.
Você vai conhecer o JN no Ar, projeto especial do "Jornal Nacional" para as eleições 2010. 

Do "Jornal da Record":

A vida de milhões de brasileiros vai ficar mais segura e também mais cara. Motoqueiros terão que gastar com novos equipamentos de proteção.
A máfia dos concursos públicos. Prova da OAB também foi violada.
A serviço do crime. Quatro policiais são presos por distribuírem sinal clandestino de TV a cabo.
Bruno e mais sete acusados pela morte de Elisa Samudio vão ficar na cadeia até o julgamento. Ex-namorada do jogador também é presa.
Dilma abre dez pontos de vantagem sobre Serra.
Os brasileiros nos extremos do clima. Nossos atletas treinam com ar condicionado nos 47 graus de Dubai. Turistas se divertem nos cinco graus negativos da serra catarinense.
Na ilha de Cingapura, um zoológico sem jaula. 

E do "SBT Brasil":

Brasileiros compraram 500 mil armas nos últimos cinco anos.
Avião da TAM com defeito no pneu faz pouso forçado no interior de São Paulo.
A namorada do goleiro Bruno que estava foragida é presa em Minas.
Temperatura máxima de - 2 graus e 40 centímetros de neve na serra catarinense.
A diferença de preços entre remédios pode chegar a 300%.
A filha do prefeito de Nova York que governou com tolerância zero para o crime foi presa ao roubar uma loja.
Nova pesquisa eleitoral põe Dilma Rousseff dez pontos à frente de José Serra.
Pela genética, o consumidor poderá perceber quando pediu um peixe e levou outro.
Kaká passa por cirurgia no joelho e só voltará a jogar no ano que vem.
O Santos comemora o primeiro título da Copa do Brasil e quer segurar Robinho.

Escrito por Nelson de Sá às 21h10

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em defesa do bate-boca

De Renata Lo Prete, sob o título acima:

Sairá frustrado quem ligar a TV hoje confiante em que, com o início dos debates, finalmente haverá "discussão de propostas", em substituição ao bate-boca. Muita gente dá corda a essa expectativa, mas só porque pega mal afirmar o contrário... A "pauta propositiva" é blindada: testada em pesquisas, controlada por assessores e lipoaspirada de tudo o que afugentar eleitores e/ou financiadores. Já o destempero escapa do roteiro da marquetagem, criando a rara oportunidade de descobrir o que o candidato de fato pensa. Mais: esses episódios não são folclorizados pelo eleitor. Ciro Gomes sabe o preço que pagou por ter dito que o papel de Patrícia Pillar na campanha era o de dormir com ele. Portanto, longa vida ao bate-boca, a mais reveladora forma de expressão dos políticos. 

Cristina Padiglione postou no "Estado" que "a transmissão pela Globo de São Paulo e Inter pela Libertadores não é páreo fácil", mas a "expectativa por boa audiência é alimentada pelo reality 'Polícia 24 Horas", que antecederá o debate" e é uma co-produção com o governo paulista:

Sob a promessa de mostrar a realidade da polícia de São Paulo, o programa é feito apenas a partir de situações autorizadas pela instituição e dá à Band até 6 pontos.

No iG, Tales Faria questionou o petebista Arnaldo Faria de Sá sobre o que ele vai assistir hoje às 22h, "o jogo ou o debate?":

Escrito por Nelson de Sá às 11h22

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Slim fecha compra a Net

Na manchete da Reuters Brasil, agora pela manhã, "Embratel fará oferta de até R$ 4,58 bi por ações da Net":

A Embratel anunciou que fará oferta pública para comprar até 100% das ações preferenciais da maior operadora de TV a cabo do país. O anúncio acontece no momento em que o grupo controlado pelo magnata mexicano Carlos Slim consolida suas operações na América Latina em meio ao acirramento da competição com a espanhola Telefónica. A Net é dividida entre Globo, da família Marinho, e Telmex, de Slim, que possuem, respectivamente, 51% e 49%. 

O Radar informou que "Lula recebe João Roberto Marinho logo mais em audiência, às 11h30". E "a conversa passará obrigatoriamente pela oferta que a Embratel fez hoje para comprar 100% da Net".

O site Teletime acrescenta que "vale lembrar que em 2004, quando a Embratel entrou no capital da Net, comprando parte das ações detidas pela Globo (e negociando o controle, que será transferido quando a legislação permitir), pagou US$ 370 milhões".

Escrito por Nelson de Sá às 10h48

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cisco, dos EUA, e outras vão disputar TV digital

Para as edições, FSP (índice), VE (índice), ESP e BE. Para sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h36

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cai Roriz, candidato de Serra em Brasília

 

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 10h28

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Juiz derruba veto da Califórnia a casamento gay

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 10h18

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Colômbia muda?

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A18.

Escrito por Nelson de Sá às 10h10

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Nunca o Sul teve tantas cidades com neve

Escalada do "Jornal Nacional":

Cinco dias desde o início dos atrasos nos aeroportos e a agência de aviação civil anuncia multa para Gol.
Uma fragilidade no sistema e dados sigilosos de 12 milhões de candidatos do Enem ficam desprotegidos durante horas na internet.
O Irã no centro das atenções mundiais. Autoridades desmentem a notícia de que o presidente teria sido alvo de um atentado.
Na terceira reportagem da série, o custo de verificar a documentação de um imóvel antes da compra.
Um desafio para os brasileiros. Fazer com que todos os Estados realizem algum transplante de órgão.
Na região Sul do país, muito frio e a neve em um volume que não se via há pelo menos uma década. 

Do "Jornal da Record":

Como uma quadrilha fraudou os exames mais importantes do país. Até a Polícia Federal foi vítima.
Irregularidades no Enem. Dados de 12 milhões de candidatos foram parar na internet.
Ataque de criminosos ou ação de vândalos? Oficina que cuidava de carros da polícia é incendiada em São Paulo.
Gol recebe multa milionária por atrasar voos de milhares de passageiros.
O país tropical branco e gelado. Neve chega a 14 cidades do Sul.
Novidades no caso do goleiro. Bruno e mais oito envolvidos no sumiço de Elisa Samudío são denunciados pelo Ministério Público.
Em Portugal, calor deixa vilarejos em chamas.
Presidente do Irã sofre atentado, mas autoridades desmentem o ataque.
Cingapura. A ilha da fantasia é também o inferno para quem não anda na linha. 

E do "SBT Brasil":

Tudo branco e gelado. Nunca o Sul do país teve tantas cidades com neve.
Presos tomavam conta de uma carceragem no Rio de Janeiro.
Em São Paulo, policiais são suspeitos de matar por engano um entregador de pizza.
Multa milionária para Gol depois de muitos voos atrasados e cancelados. Os funcionários da companhia aérea reclamam das condições de trabalho.
Protestos pela independência de uma região da Bolívia deixam brasileiros isolados no país.
Uma faculdade permitiu acesso a dados confidenciais de 12 milhões de estudantes que fizeram o Enem.
A Justiça Eleitoral barra a candidatura de Joaquim Roriz para o governo do Distrito Federal.
O governo do Irã diz que o atentado contra o presidente Mahmoud Ahmadinejad não passou de fogos de artifício.
Nem muito nem pouco sono. Pesquisadores dizem o quanto é preciso dormir para evitar doenças do coração.

Escrito por Nelson de Sá às 22h04

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

TV Cultura, de novo

No blog de Daniel Castro no portal R7, da Record, "Bomba: TV Cultura vai cortar programas e demitir 1.400":

O presidente da Fundação Padre Anchieta, João Sayad, pretende reduzir a produção de programas e cortar o número de funcionários em quase 80%, dos atuais 1.800 para 400. Pensa até em vender patrimônio. Encomendou aos advogados estudo sobre a viabilidade de a mantenedora da TV se desfazer dos estúdios e edifícios na Água Branca. Em reuniões com diretores, tem dito que a Cultura não precisa ter mais do que 400 funcionários, que ficariam, segundo ele, bem instalados em um andar de prédio comercial. Fontes informam que Sayad diz que irá transformar a Cultura, hoje produtora de programas, em coprodutora. Passará a encomendá-los a produtoras independentes e comprá-los no mercado internacional. O jornalismo deixará de investir no noticiário do dia a dia, caro e melhor produzido pelas redes comerciais. A partir de setembro, o "Jornal da Cultura" passa a ser mais de debates, de discussão sobre o noticiário. O blog tentou ouvir Sayad sobre as mudanças que pretende implantar. Ontem, a TV Cultura informou que Sayad não falaria.

PS - A Fundação Padre Anchieta comentou em "comunicado oficial", divulgado "em face às recentes notícias":

A TV Cultura é patrimônio querido dos paulistas e brasileiros, com um acervo de ótimos programas e vários artistas e jornalistas de sucesso que começaram aqui, mas que precisa se renovar. Perdeu audiência, qualidade e se tornou cara e ineficiente. Esta é a proposta de renovação que a administração levará ao conselho da Fundação Padre Anchieta: a revitalização dos programas admirados, a modernização dos processos administrativos, bem como dos equipamentos, e contando com os talentos que a emissora possui e com a contratação de novos apresentadores e jornalistas.

Escrito por Nelson de Sá às 11h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

TSE, campanha e mídia

No Radar da "Veja", "a vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, é favorável a multa de até R$ 250 mil contra Lula, Dilma Rousseff e o PT". Num parecer ao TSE, ela "concorda com ação do PSDB segundo a qual o programa no dia 13 de maio fez 'explícita exaltação' de Dilma".

Na Folha de ontem, "TSE dá direito de resposta ao PT contra 'Veja'", pois "entendeu que a revista praticou ofensa ao concordar com Índio da Costa", publicando que o vice de José Serra "está correto em se espantar com a ligação de membros do PT com as Farc e seus narcoterroristas".

Fernando Rodrigues, também presidente da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), na coluna "Compulsão pela censura":

O texto de "Veja" é duro. Pode-se gostar ou discordar do estilo, mas há ali referências a fatos acontecidos. No caso, as relações mantidas no passado por integrantes do PT com as Farc -estas, por sua vez, notórias por ligações com narcotraficantes. Seria cômodo agora falar sobre liberdade de expressão e malhar o TSE. Mas o cenário é mais complexo. As eleições têm como base o Código Eleitoral produzido pela ditadura. Há um fio condutor: a compulsão pela censura. O Brasil é um caso raro em que candidatos podem se declarar como tal apenas a partir de julho do ano eleitoral. Também não se conhece país no qual camisetas sejam proibidas. Lá pelas tantas, o código determina que a propaganda dos candidatos não poderá "empregar meios publicitários destinados a criar, artificialmente, estados mentais, emocionais ou passionais". Com uma lei dessas, não é à toa que o TSE julgue necessário dar direito de resposta.

Ontem também, o blog Nas Retinas, ecoado pelo blog Vi o Mundo, ligado à Record, postou que, "Em ano eleitoral, 'Jornal Nacional' retira Lula do noticiário", com quadros comparativos.

À noite Lula reapareceu na escalada do "JN", "volta a dizer que o Brasil aceitaria receber mulher condenada no Irã":

Escrito por Nelson de Sá às 10h56

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Menos que Cabral

Na capa do "Globo", até "Sérgio Cabral arrecada mais que José Serra". O candidato de Dilma Rousseff no Rio levantou R$ 4,7 milhões para a campanha estadual, contra R$ 3,6 milhões da campanha nacional tucana.

Cabral arrecadou 47 vezes mais que Fernando Gabeira, candidato de Serra no Rio, mas que nada recebeu dele, por enquanto.

Na Folha, "Arrecadação baixa leva Serra a pedir doação pessoalmente", informa Catia Seabra:

O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, discutiu o tema com Serra na noite de segunda. Apresentou uma lista de potenciais doadores para que sejam procurados. Muitos se comprometeram a colaborar, mas ainda não contribuíram efetivamente com dinheiro. Além das siderúrgicas, estão na mira bancos e empreiteiras. Para driblar a resistência do setor bancário, Serra escalou Sérgio Silva de Freitas, ex-dirigente do Itaú, para a arrecadação. Mas os empresários querem ouvir os compromissos de Serra para a economia.

Fernando de Barros e Silva, na coluna "Salvem o tucano-verde":

Criou-se no Rio um triângulo pouco amoroso, em que dois presidenciáveis partilham o mesmo nome ao governo. Anteontem, Gabeira disse, num desabafo, que, se eleito, se sentia livre para "dar uma banana aos aliados". Era resposta aos tucanos, que teriam decidido não bancar o programa de TV, uma vez que Gabeira não estaria cumprindo seu papel. Ontem, Gabeira e Serra estiveram juntos em SP. A situação, no entanto, é tensa. No cerne deste mal-estar, tudo indica insolúvel, está o fato de que Serra e Marina, atrelados, disputam o mesmo eleitorado, o que os números estão a evidenciar. Marina faz o tucano sangrar especialmente no Rio.

Escrito por Nelson de Sá às 10h32

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Vazam dados de milhões de inscritos no Enem

 

Para as edições, FSP (índice), VE (índice), ESP e BE. Para sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

CNJ condena ministro do STJ pela primeira vez

 

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 09h51

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

China tenta reduzir dependência do ferro do Brasil

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 09h44

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Emotivo

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A12.

Escrito por Nelson de Sá às 09h28

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PM paulista caça suspeitos, mas ataques continuam

Escalada do "Jornal Nacional":

A Justiça decreta a prisão do ex-namorado da advogada Mércia Nakashima. É o principal suspeito do assassinato no interior de São Paulo.
Os atrasos persistem nos aeroportos. As queixas de passageiros se acumulam e a agência de aviação civil declara que está fiscalizando.
Um ministro do STJ, acusado de vender uma liminar, é condenado a se aposentar recebendo R$ 25 mil por mês.
Banhistas americanos vivem uma emoção diferente na praia.
O presidente Lula volta a dizer que o Brasil aceitaria receber uma mulher condenada a morte no Irã.
Veja também.
O técnico brasileiro que comanda dois times ao mesmo tempo.
O castigo para holandeses e espanhóis pela violência na final da Copa.
Na série especial de reportagens sobre a compra de um imóvel, as diferenças entre as opções de financiamento. 

Do "Jornal da Record":

A hora da revanche. Depois dos atentados, PM paulista caça suspeitos, mas os ataques continuam.
A hora da vingança. Funcionária invade empresa e mata pelo menos oito pessoas.
A Justiça manda prender Mizael Bispo, mas a polícia não encontra o acusado de matar a advogada Mércia.
Raio-x da covardia. Médicos encontram agulhas no corpo de uma criança.
Sala de tortura. Professores sofrem com doenças comparáveis aos traumas de guerra.
Na semana do Dia dos Pais, os adolescentes diante da responsabilidade de cuidar do primeiro filho.
Cingapura 2010. O lado apimentado da terra dos Jogos da Juventude. 

E do "SBT Brasil":

Relação nada pacífica entre moradores e policiais pacificadores do Rio.
Depois de ônibus e carros queimados, o governo de São Paulo chama o crime organizado de oportunista.
Passageiros da Gol enfrentam mais 200 voos atrasados e 50 cancelados.
As denúncias de funcionários por abuso das companhias aéreas aumentaram quatro vezes.
Dois graus negativos e a primeira neve do ano no Rio Grande do Sul.
Três operários mortos em explosão dentro de um navio no Rio de Janeiro.
Prédios de ministérios e nem a sede do governo do Distrito Federal têm alvará de funcionamento.
Médicos comprovam. O coração dos brasileiros sofreu durante a Copa da África do Sul.
Chega ao Brasil a câmera fotográfica que faz imagens em três dimensões.

Escrito por Nelson de Sá às 21h41

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Menos que Marina

Na capa da Folha, "Doação para Dilma bate soma de Marina e Serra", e do "Globo", "Serra arrecada menos que adversárias".

"Na primeira prestação de contas oficial", Dilma tem R$ 11,6 milhões, Marina, R$ 4,65 milhões, e Serra, R$ 3,6 milhões.

O tesoureiro da campanha tucana, José Gregori, diz que é "apenas um prefácio, nosso horizonte é promissor". E o blog Poder Online anota que o presidente tucano, Sérgio Guerra, "recebeu convidado especial no hotel Hyatt", sede informal da campanha, FHC:

É que, apesar de ser pouco requisitado pelo candidato José Serra, FHC é muito válido na hora de pedir uma ajudinha aos empresários, sobretudo no setor financeiro.

Já o tesoureiro da campanha petista, José de Filippi, "se prepara para lançar nos próximos dias um portal de arrecadação na internet, via cartão de crédito ou débito em conta", informa o Panorama Político, e está "otimista com a pulverização da arrecadação".

A coluna do "Globo" destaca ainda que "o PSDB havia se comprometido a bancar a propaganda na TV de Fernando Gabeira, mas mudou de ideia".

Escrito por Nelson de Sá às 11h27

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pré-campanha

A audiência da Globo caiu de 18,5 para 16,3 pontos, de junho para julho, na média de 7h a 24h na Grande São Paulo, informaram os blogs de Daniel Castro e Lauro Jardim. Nas outras redes:

Record, de 7,5 para 7,6.

SBT, de 5,2 para 5,6.

Band, de 3,4 para 2,9.

Rede TV!, de 1,6 para 1,7.

O "Jornal Nacional" iniciou ontem a cobertura regular das campanhas. Acompanhou Dilma Rousseff, José Serra e Marina Silva.

Escrito por Nelson de Sá às 11h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gol cancela voos

 

 

Para as edições, FSP (índice), VE (índice), ESP e BE. Para sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 10h46

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gol atrasa voos

 

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 10h35

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fed retoma estímulo? Bancos europeus reagem?

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 10h21

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PCC, UPP etc.

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A12.

Escrito por Nelson de Sá às 09h43

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Passageiros da Gol enfrentam atrasos

Escalada do "Jornal Nacional":

Um teste de paciência nos aeroportos. Passageiros da Gol enfrentam atrasos em mais da metade dos voos. A companhia culpa o movimento de fim de férias e a mudança na escala de trabalho dos aeronautas.
o caso Mércia. Promotores pedem a prisão do ex-namorado da advogada morta em São Paulo.
Quadrilhas atacam bancos em cidades pequenas do Nordeste.
O presidente americano Barack Obama anuncia o início da retirada de soldados do Iraque.
Veja também.
Japoneses respeitam uma tradição no calor escaldante do verão.
Na primeira reportagem de uma série sobre a compra do imóvel, quais são as primeiras dificuldades na hora da escolha?
Depois de ser punido pela manobra perigosa, Schumacher pede desculpas a Rubinho pela fechada na Hungria. 

Do "Jornal da Record":

A volta do caos aéreo. Milhares de passageiros da Gol não conseguem viajar. Voos são cancelados e sofrem atrasos.
No interior de São Paulo, pouso forçado fecha aeroporto por oito horas.
Primeiro foi a casa, depois o quartel. Até o chefe da tropa de elite da polícia de São Paulo se protege depois de ataques.
Ministério Público denuncia Mizael Bispo e o vigia pela morte da advogada Mércia Nakashima.
Emoção na frente da câmera. Na semana do Dia dos Pais, o choro com o primeiro filho.
Na semana da volta às aulas, o medo da professora com a violência na escola.
Na série especial, vamos conhecer Cingapura, a sede dos primeiros Jogos Olímpicos da Juventude, uma olimpíada de estreante, assim como a própria sede. 

E do "SBT Brasil":

Na volta das férias, passageiros da Gol enfrentam atrasos de quase cem voos cancelados em todo o país. A Agência Nacional de Aviação Civil quer que pilotos passem por exame antidoping.
O robô antibomba para a Copa de 2014.
Depois de dois atentados, o comando cancela férias dos policiais da Rota, em São Paulo.
Sem dinheiro para comprar droga, filho ataca os pais a facadas.
Foi dada a largada. Começa o Censo que vai descobrir a nova cara do Brasil.
A estreia de Fernando Rodrigues, novo comentarista político do "SBT Brasil".
A partir de setembro, tropas americanas param de combater no Iraque.
O piloto holandês que se machucou feio.
Michael Schumacher pede desculpas pela fechada em Rubinho Barrichello.

Escrito por Nelson de Sá às 21h21

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A "Newsweek" continua

O Playbook, do Politico, destaca que o empresário Sidney Harman, marido de uma deputada democrata, "está prestes a levar a 'Newsweek', prometendo continuidade". Segundo "altas fontes", o anúncio pelo dono atual, Donald Graham, do "Washington Post", seria "iminente".

Harman prometeu manter "a maioria dos 350 funcionários" e, "ideologicamente moderado, não planeja mudança radical na linha jornalística" da revista, que seguiria com a versão em papel.

O Upshot, do Yahoo News, noticiou que a Associated Press ficou com a cadeira central de Helen Thomas na sala de imprensa da Casa Branca, passando seu lugar, também primeira fila, para a conservadora Fox News.

E o britânico "Financial Times" ficou com a vaga da decadente "U.S News" na sala de imprensa, que ainda abriu espaço regular para o "pool" de imprensa estrangeira.

Escrito por Nelson de Sá às 10h40

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O primeiro debate

O Painel publica que, para o debate de quinta-feira na Band, José Serra "está levantando temas passíveis de expor Dilma Rousseff a contradições" e "o primeiro da lista é o MST".

E o Radar posta que "nesta semana a pessoa mais importante da campanha de Dilma será a jornalista Olga Curado, a principal preparadora (de gestual, postura, entonação de voz etc.)".

Segundo o "Estado", "um tucano próximo de Serra acha que o impacto ficará próximo de zero", mas "coordenadores de Dilma acreditam que, em rede nacional, será importante para exibir a ex-ministra ao eleitor antes da propaganda e exibir preparo para governar".

Porém "manifestam preocupação com a coincidência de datas com o jogo São Paulo e Inter", o que resultaria em "pouca audiência em duas praças onde Dilma precisa crescer, São Paulo e Rio Grande do Sul".

Além de Dilma, Serra e Marina Silva, priorizados na cobertura de jornais e telejornais, o debate terá Plínio de Arruda Sampaio.

Escrito por Nelson de Sá às 09h25

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em 17 horas, PCC faz dois ataques à Rota

 

 

Para as edições, FSP (índice), VE (índice), ESP e BE. Para sites, FSP, VE, ESP e BE.

Escrito por Nelson de Sá às 08h20

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Reajuste dos aposentados é pago hoje

 

Para as edições, OG e OD. Para os sites, OG e OD.

Escrito por Nelson de Sá às 08h10

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dados da China fazem temer pela recuperação

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CD e FT.

Escrito por Nelson de Sá às 08h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Como fazer lipo e como criar

Para a edição, Época. Para os sites, Veja e Época.

Escrito por Nelson de Sá às 07h45

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Surpresa"

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A12.

Escrito por Nelson de Sá às 07h30

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nelson de Sá Nelson de Sá é articulista da Folha de S.Paulo.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.