Nelson de Sá

Toda Mídia

 

Aos navegantes

Saio de férias. A coluna e o blog voltam no dia 25 de janeiro.

Escrito por Nelson de Sá às 00h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cielo bate mais um recorde mundial

Escalada do "Jornal Nacional":

Duas semanas de discussões. Conferência mundial sobre o clima chega ao último dia. O discurso do Barack Obama frustra expectativa. Presidente Lula critica os países ricos em Copenhague. Os líderes fazem um esforço final para evitar o fracasso.
Franceses presos no Brasil por se envolverem em uma confusão durante um voo dependem de autorização da Justiça para voltar para casa.
Pesquisa retrata hábitos dos estudantes brasileiros.
Criança que teve agulhas introduzidas no corpo é operada em Salvador.
O americano pai do menino Sean recorre ao Supremo para levar o garoto para os Estados Unidos.
O Irã toma posse de um poço de petróleo na fronteira com o Iraque.
Brasileiro conta como sobreviveu a um naufrágio em águas do Líbano.
Nos Estados Unidos, um homem inocente deixa a cadeia depois de 35 anos.
O Superior Tribunal de Justiça cobra explicações do governo do Distrito Federal sobre pagamentos suspeitos no escândalo do mensalão.
Jogador Jobson é flagrado mais uma vez por uso de cocaína.
Brasileiro César Cielo bate o recorde mundial dos 50 metros nado livre. 

E do "Jornal da Record":

Dois mistérios. No Rio, um crime ainda sem solução. Arma falha e o assassino atira novamente. Em Belém, investigação do tiroteio e o alívio de quem viu a morte de perto.
O diário da enchente. No bairro alagado, o desespero de fechar a casa e sumir.
O diário do clima. Líderes mundiais não se entendem e o impasse se aprofunda.
O preço do verão. Do Nordeste ao Sul, o aluguel da temporada na beira da praia.
Glória e derrota. César Cielo bate mais um recorde mundial. O atacante Jobson, do Botafogo, é pego em mais um doping.
Paixões ocultas. A vida que ninguém vê a marginal Tietê.

Escrito por Nelson de Sá às 23h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na arena pública

De Elvira Lobato, hoje na Folha, noticiando o encerramento da primeira Conferência Nacional de Comunicação:

As propostas para desoneração de tributos sobre telefonia e banda larga foram rejeitadas por sindicatos, ONGs e rádios comunitárias. A Confecom também não aprovou as propostas mais radicais de controle social sobre a mídia. O regimento exigia quorum de 60% tanto pelos sindicalistas quanto pelas entidades empresariais.

A Telebrasil, das companhias telefônicas, e a Abra, da RedeTV! e da Bandeirantes, fizeram pacto para apoiar as propostas de interesse mútuo e exigir quorum qualificado nas votações contrárias a seus interesses. Assim, vetaram propostas caras ao meio sindical: a revitalização da Telebrás e a separação da infraestrutura das redes das telefônicas em uma empresa independente, para estimular a competição. Por outro lado, passaram sem reação das empresas propostas como a descriminalização das rádios piratas e a proibição do aluguel de espaços na grade de programação.

O site Teletime, na reportagem "Documento final sai em uma semana", destacou a avaliação dos dois lados, ao fim dos quatro dias de debates:

Esta conferência é um marco para o país. Foi um espaço que colocou as políticas de comunicação na arena pública pela primeira vez. (Jonas Valente, coordenador do coletivo Intervozes)

Acho que, nesta altura dos acontecimentos, devo dizer: Companheiros e companheiras... [foi essencial para] aliviar alguns preconceitos de ambas as partes. As pontes estão estabelecidas. (César Rômulo, superintendente executivo da Telebrasil)

Escrito por Nelson de Sá às 10h25

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cúpula ruma ao fracasso

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h38

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Obama vs. Wen, hoje em Copenhague

Para os índices das edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também NewsStand, PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h21

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Progresso e seus riscos. E quem muda o mundo

Para as edições especiais de fim de ano, "Economist" e "New Yorker".

Escrito por Nelson de Sá às 09h01

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Senhor do tempo

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 08h56

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Aécio Neves desiste

Escalada de manchetes do "Jornal Nacional":

Reunião de madrugada em Copenhague. Líderes mundiais tentam acordo de última hora para evitar o fracasso da conferência do clima.
Garoto que teve agulhas introduzidas no corpo é levado para Salvador. Médicos dizem que uma delas atingiu o coração. Três acusados do crime estão presos.
Liminar do Supremo suspende a ordem de entregar menino Sean ao pai americano. David Goldman chegou hoje para buscar o filho.
Escândalo do Democratas em Brasília. CNBB e OAB criticam a decisão da Câmara Distrital de dar férias aos deputados antes da abertura dos processos.
Morre o bebê prematuro da atleta chilena que nem sabia que estava grávida.
Air France divulga novo relatório sobre a tragédia do voo 447. 

E do "Jornal da Record":

Cenas dramáticas em tiroteio que terminou em tragédia no Ceará.
Chuva em São Paulo. Situação se agrava com mais uma tempestade.
Supremo concede liminar e menino Sean fica no Brasil.
Alerta aos contribuintes. Cuidado com a multa do Imposto de Renda.
Aécio Neves desiste da corrida presidencial.
Lula se reúne com Sarkozy para elaborar proposta na conferência sobre o clima.
Na série especial sobre a marginal Tietê, a agonia do rio de São Paulo.

Escrito por Nelson de Sá às 21h47

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Consensos às centenas

Destacando pontos como "flexibilização da Voz do Brasil, liberdade de expressão comercial e garantia de conteúdo nacional na TV paga", segundo o site Propmark, a Abra, que reúne Band e Rede TV!, avalia:

O mais importante até agora é o consenso obtido entre movimentos sociais e representantes da sociedade civil empresarial.

E o site Teletime ressalta que a Confecom fechou a quarta-feira com centenas de propostas aprovadas "e mesmo algumas questões polêmicas e que terão peso político importante", por exemplo:

 A criação do Conselho Nacional de Comunicação como instância de "monitoramento, formulação e debate" da mídia e a necessidade de diploma para exercício da atividade jornalística.

Por outro lado, há "muitas redundâncias e algumas contradições".

Foram também aprovadas "consensualmente" algumas propostas para internet, mas "itens polêmicos ficam para o último dia", hoje, por exemplo:

Um plano de banda larga centrado nas empresas privadas ou o enquadramento da banda larga como regime público.

Escrito por Nelson de Sá às 10h45

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Superávit de US$ 4,4 bi com China, déficit com EUA

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h17

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

EUA e Abu Dhabi questionam venda do Citigroup

 

Para os índices das edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também NewsStand, PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h02

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma vs. Connie

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A14.

Escrito por Nelson de Sá às 08h55

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Diário da enchente

Escalada do "Jornal Nacional":

São Paulo enfrenta mais uma tempestade e moradores sofrem com alagamentos. Bairros que ainda se recuperavam de enchente voltam a ser atingidos.
No Rio, bandidos invadem hospital para roubar médicos durante cirurgia.
Justiça determina que menino Sean seja entregue ao pai americano em 48 horas.
Tumulto em troca de comando de líderes mundiais em Copenhague.
Irã testa mais um míssil nuclear.
Deputados distritais entram em férias e adiam processo contra o governador Arruda. E ainda aprovam novos gastos com empresas que pagavam o suposto mensalão.
Confirmado o doping do atacante Jobson por uso de cocaína.
Coritiba recebe a maior punição da história do nosso futebol. 

E do "Jornal da Record":

Dois casais fingiam que eram moradores, olhavam a correspondência acumulada e depois assaltavam os apartamentos vazios.
Mulheres do crime. Esposa é acusada de substituir marido traficante. Mãe é presa porque chefiava a quadrilha do filho.
Eles não estão nem aí. Deputados aprovam de madrugada o orçamento de Brasília e continuam dando dinheiro para as empresas do mensalão do DEM.
O Brasil que você só vê na Record. As vítimas da hemodiálise. Solução só para depois do Carnaval.
Diário da enchente. A chuva volta a castigar São Paulo. Prefeito Kassab encontra moradores de bairro alagado.
Marginal Tietê, a agonia dos caminhoneiros.

Escrito por Nelson de Sá às 21h08

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em defesa do capitalismo americano

A revista já adianta por toda parte sua capa com a "pessoa do ano", o presidente do banco central, e justifica: "A história do ano foi uma economia fraca que poderia ter sido muito, muito mais fraca. Agradeça ao homem que comanda o Fed, nosso suave soberano econômico". 

Na manchete do Huffington Post, "Prêmio de consolação". Ben Bernanke está "prestes a perder toda a autoridade sobre a proteção ao consumidor", no Congresso, e é "visto amplamente como alguém que favorece o mercado financeiro".

Escrito por Nelson de Sá às 11h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

No documento final da Confecom

Sobre a Confecom, por Samuel Possebon, no site Teletime:

O documento final da Confecom só será conhecido ao término das sessões plenárias, dia 17. Mas no primeiro dia os Grupos Temáticos já tomaram uma série de decisões importantes, surpreendendo inclusive os organizadores. A agilidade se deu ou porque não houve destaques às propostas em votação ou porque houve aprovação de mais de 80% dos delegados. O fato é que já se conhece uma série de pontos que constarão no documento final.

Internet livre: as propostas que diziam respeito às liberdades individuais foram quase todas aprovadas, por exemplo, a Confecom recomendará políticas de manutenção da neutralidade de rede.

TV por assinatura: por exemplo, que não haja mais pacotes fechados, que não mais de 25% pertençam a um mesmo grupo econômico e destinação de 50% da grade a conteúdos brasileiros.

Radiodifusão: proibição de outorga a ocupantes de cargos públicos e de que deputados votem na renovação de outorga de parentes.

Outros pontos foram destacados e serão decididos no voto nesta quarta, por exemplo, todas as propostas da Telebrasil.

Escrito por Nelson de Sá às 10h45

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Empresariado progressista"

Da reportagem de hoje sobre a Confecom, por Elvira Lobato:

As teles aproveitaram o esvaziamento da conferência para colher dividendos tanto no governo como no meio sindical. Enviaram 418 funcionários, para assegurar que a cota de 632 delegados destinada ao setor empresarial fosse ocupada. Com isso, a telefonia tornou-se o segmento com maior representação, com 26% do poder de voto. Os demais delegados da cota empresarial foram indicados pelos grupos Bandeirantes e RedeTV! e por empresas regionais. A representação empresarial ficou esvaziada com o afastamento de seis das oito entidades. Ontem, no primeiro dia de trabalho, as teles, campeãs em reclamações, foram chamadas de "empresariado progressista" por oradores do movimento sindical.

Escrito por Nelson de Sá às 10h19

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fotos de primeira página e vídeos de telejornais

Janio de Freitas, hoje em sua coluna na Folha:

Ninguém promoveu a "chefia" de Dilma Rousseff na delegação brasileira em Copenhague. Sua posição sobre os problemas das hidrelétricas no rio Madeira há muito a isolaram de qualquer suposição de interesse seu, por mínimo que fosse, em clima, ambiente, preservação amazônica e que tais e quintais. Dilma foi mandada a Copenhague para liderar, não a delegação, mas as fotos de primeira página e os vídeos de telejornais. Não funcionou. Marina Silva continua detentora do tema mais atual.

Não detém, na realidade. José Serra lidera, não a delegação, mas as fotos de primeira página e os vídeos de telejornais.

Por outro lado, na coluna Mercado Aberto, de Maria Cristina Frias:

Diplomatas, não só do Brasil, comentavam ontem em Copenhague que as críticas de Dilma e de ministros de China, Índia e alguns países africanos a Connie Hedegaard, presidente da COP-15, deixaram-na acuada e com necessidade de mostrar transparência.

Anteontem, representantes daqueles países, tendo à frente a ministra, chefe da delegação do Brasil, tiveram uma dura reunião com a dinamarquesa Hedegaard. Em uma mesa com apenas 15 pessoas em uma pequena sala do Bella Center, a ministra brasileira foi a primeira a falar, em nome dos países em desenvolvimento ali presentes. "Queremos o sucesso dessa reunião." E pediu que se voltasse a discutir Kyoto e que houvesse participação no esboço final. "O documento que será submetido a nossos presidentes e primeiros-ministros não pode ser obra acabada de que não tenhamos discussão antecipada", disse. "Não pode", corrigiu a ministra, quando a tradutora alterou suas palavras. Com firmeza e sempre com o mesmo tom de voz, acrescentou que "não queremos que haja problemas, como boicote, que ameacem esta conferência". Ao encerrar, Dilma pediu aos colegas que se manifestassem.

Hedegaard respondeu que "toda a proposta é garantir inclusão e transparência. Não tenho interesse em não consultar vocês". O representante da Índia quase se exaltou. "Não tenho mandato para transferir a você a responsabilidade de fazer o acordo."

Escrito por Nelson de Sá às 09h52

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PIB do Mercosul vai a US$ 1 trilhão com Venezuela

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h17

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Temores sobre dívida agitam a Europa

 

Para os índices das edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também NewsStand, PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h04

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ricos vs. pobres

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 08h38

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Distribuidoras de energia terão que indenizar

Escalada do "Jornal Nacional":

A conta do apagão. Em vez de multar distribuidoras, Aneel decide que consumidores é que serão indenizados.
O Brasil em números. Um terço dos municípios não tem pronto socorro público. Um quinto dos trabalhadores com carteira assinada é funcionário público.
Um mistério absurdo. Exames detectam mais de 50 agulhas em corpo de um menino de dois anos de idade.
Cortinas provocam estrangulamento e morte de crianças nos Estados Unidos.
Médicos ensinam a prevenir resfriados típicos do verão.
Ministros Carlos Minc e Dilma Rousseff dão declarações divergentes em Copenhague.
A Islândia decide extraditar para o Brasil o ex-médico Hosmany Ramos.
Mulher presa confessa que sabia do plano do roubo de milhões por um túnel em São Paulo.
Roberto Carlos abre caminho para vestir a camisa do Corinthians. 

E do "Jornal da Record":

Menino sonha com super-herói e pula do terceiro andar.
A última da saúde pública. Hemodiálise custa dias e dias na estrada.
A última de Arruda. A polícia investiga e o "Jornal da Record" revela com exclusividade que contratos sem licitação em Brasília chegam a R$ 600 milhões.
Confira seu extrato. A maior devolução do Imposto de Renda já está no banco.
O diário da enchente. Doenças que ninguém vê e a água que teima em ficar.
Comédia italiana. Miniatura usada para agredir Berlusconi explode em vendas.
Na série especial, os moradores da marginal Tietê.

Escrito por Nelson de Sá às 21h59

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lula e a imprensa

Sob o título "Lula diz que defende imprensa livre, mas condena 'excessos'", a Folha reproduz trechos do discurso "para cerca de 1.400 delegados de empresas, movimentos sociais e órgãos públicos", na abertura da 1ª Conferência Nacional de Comunicação:

Tenho orgulho de dizer que a imprensa no Brasil é livre. Ela apura e deixa de apurar o que quer. Opina e deixa de opinar sobre o que bem entende. Meu compromisso com a liberdade de imprensa é sagrado. [Mas a imprensa também] se excede, despreza os fatos e embarca em campanhas, divulga inverdades ou mesmo dissemina calúnias e infâmias. Aprendi a conviver tranquilamente com isso. Mais cedo ou mais tarde a verdade termina prevalecendo. 

Por outro lado, "Lula não escondeu o entusiasmo com novas plataformas, em especial a internet", argumentando, em suma:

Leitores mais ativos ou grupos de pressão passaram a formar redes horizontais, trocando opiniões, descobrindo pontos de contato, firmando convicções, tornando-se mais críticos e menos passivos. 

No "Valor", "Lula defende importância da liberdade de imprensa". No "Globo", "Lula: liberdade de imprensa é essencial". No jornal "O Estado de S. Paulo", "Lula critica empresários que abandonaram Confecom".

O site Teletime destacou de Lula o elogio aos empresários que "não tiveram medo" da Confecom; a defesa de teses polêmicas como reforma no marco legal da TV aberta e multiprogramação; e a promessa de levar a internet "a todos os lares" com o Plano Nacional de Banda Larga.

Na estatal Agência Brasil, em manchete, "Inclusão digital é prioridade para o país, diz Lula". Abaixo, a foto na home, de José Cruz:

Escrito por Nelson de Sá às 10h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PAC e Minha Casa Minha Vida criam emprego demais

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h34

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bancos pagam para escapar de mais regulação

Para os índices das edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também NewsStand, PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h13

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ranking

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 08h57

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A seca no Pará ou o bairro alagado em São Paulo

Escalada do "Jornal Nacional":

Impasse em Copenhague. Líderes internacionais não entram em acordo sobre quem vai pagar a conta para reduzir a emissão de gases no planeta.
No Norte do Brasil, a Ilha de Marajó sofre as consequências da seca na primavera amazônica.
O aumento de casos de dengue hemorrágica no Mato Grosso ameaça se espalhar por outros Estados durante o verão.
Halterofilista entra em trabalho de parto durante treino sem saber que estava grávida.
Arrecadação de impostos atinge número assombroso.
A Ordem dos Advogados do Brasil pede a cassação de mandatos de mais três deputados distritais em Brasília.
A eleição presidencial do Chile vai para o segundo turno com oposição como favorita.
Silvio Berlusconi passa mais uma noite hospitalizado por causa de agressão.
Ortopedistas apresentam a casa perfeita para proteger a saúde de idosos. 

E do "Jornal da Record":

Diário da enchente. Nossos repórteres se mudam para bairro alagado há sete dias em São Paulo. No interior, a classe média é quem está embaixo d'água.
Polícia contra polícia. Guarda é morto a tiros por PM.
A três metros do fim. Túnel escavado por presos é descoberto antes da fuga.
De Belo Horizonte, Ana Paula Padrão e a nova fase do jornalismo da Record Minas.
O flagrante do ataque. Agressão atinge nariz e dois dentes de Berlusconi.
Na série especial, marginal Tietê, o Brasil passa por aqui.

Escrito por Nelson de Sá às 21h40

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Editando e titulando

O "New York Times" destaca na capa que o "Journal de Murdoch", dois anos após a aquisição, está "se inclinando para a direita".

O editor Robert Thomson e seu sub Gerard Baker, neoconservadores levados do "Times" de Londres para o "WSJ", estariam "editando e titulando textos para refletir um ceticismo crônico" do governo democrata.

Baker "tem sido especialmente ativo na manipulação da cobertura de Washington, motivando reclamações, quando não resistência". Expressões tidas como favoráveis às políticas liberais passaram a ser vetadas. Outras, contrárias, são introduzidas.

Avalia o concorrente "NYT":

Mr. Murdoch e seus lugares-tenentes fizeram duas apostas: que a reputação do "WSJ" é elástica o bastante e que a objetividade num jornal de assuntos gerais seria uma estratégia perdedora.

Escrito por Nelson de Sá às 12h03

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Google vs. Apple

O "Wall Street Journal" noticia na submanchete de papel que o Google se prepara para vender seu próprio telefone celular no ano que vem.

O Nexus One é "o sinal mais recente de suas ambições na indústria wireless, visando estender os serviços de internet além do computador". E marca "uma nova frente na sua rivalidade crescente com a Apple".

Escrito por Nelson de Sá às 11h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

São Paulo 2010

Da coluna de TV do jornal "O Estado de S. Paulo", sob o título "Prefeitura inspira cenografia" da Globo, em ano de eleição:

"Tempos Modernos", que substituirá "Caras & Bocas" em janeiro, vai mostrar o centro de maneira bem próxima à do projeto de revitalização da Prefeitura. O assunto foi tratado na preparação da novela, há dois meses, numa reunião entre Globo e governo municipal. Na versão da novela, o centro é chamado pela produção de "lúdico". Não é necessariamente limpo, mas tem como marca a ocupação por todo tipo de manifestação cultural. Por exemplo, na calçada da Galeria do Rock, onde na vida real funciona um cinema pornô, haverá um cinema charmoso e com filmes do circuito comercial.

Por outro lado, como revelou a coluna Mônica Bergamo, "a Globo não vai comprar a adaptação para minissérie de 'Lula, o Filho do Brasil'. E incluirá o filme em sua programação apenas em 2011 _depois das eleições".

Escrito por Nelson de Sá às 10h13

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Confecom, os políticos e as igrejas

Do encontro que Lula abre hoje, Elvira Lobato destaca:

A Conferência Nacional de Comunicação pedirá mais transparência nas concessões, a proibição de políticos possuírem emissoras e a limitação no avanço das igrejas na mídia. Entre as propostas está o acesso público ao cadastro de sócios de empresas do Ministério das Comunicações. A identificação dos radiodifusores é tabu, em parte, por causa da presença de políticos na lista.

A relação entre políticos, igrejas e a radiodifusão é foco de várias proposições. Uma delas sugere a proibição de que políticos recebam outorgas de emissoras comerciais, educativas ou comunitárias. No tocante às igrejas, uma sugestão é que exista apenas um canal religioso, a ser compartilhado entre todas as denominações. A legislação não permite a concessão a igrejas.

Segundo o site Imprensa, mais de 300 jornalistas se credenciaram para cobrir a Confecom, esta semana em Brasília.

Escrito por Nelson de Sá às 09h33

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Com proposta "tímida", Dilma "sobe o tom"

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

No abismo da crise na Febem de Nova York

 

Para os índices das edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também NewsStand, PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 08h44

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A salvação do planeta, da Terra

Para as edições, Veja, CartaCapital, Época e IstoÉ.

Escrito por Nelson de Sá às 08h36

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Comissão da Verdade

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A9.

Escrito por Nelson de Sá às 08h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nelson de Sá Nelson de Sá é articulista da Folha de S.Paulo.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.