Nelson de Sá

Toda Mídia

 

Armas de guerra e estrada fechada em SP

Escalada do "Jornal Nacional":

Epidemia americana. Um atirador mata uma pessoa e fere cinco em prédio de Orlando, na Flórida. Foi menos de 24 horas depois do ataque de um homem que deixou 13 mortos em uma base militar do Texas.
Armas de guerra, explosivos e morte em um assalto a um carro forte em São Paulo.
O dentista que extraiu todos os dentes de um adolescente já havia feito a mesma coisa com outro paciente.
Prefeito flagrado embolsando dinheiro se licencia do cargo no interior paulista.
Veja também:
A operação especial para recolher habilitação de motoristas infratores.
Fracassa o acordo para encerrar a crise política em Honduras.
O desemprego nos Estados Unidos ultrapassa os 10% da população.
Novidade nas lojas de roupas. Confecções vão mudar os padrões de tamanho para facilitar a compra. 

E do "Jornal da Record":

Pistoleiros no asfalto. Ladrões fecham estrada para assaltar dois carros fortes. No tiroteio, um motorista morreu.
Pistoleiros no quartel. Major grita palavras em árabe e abre fogo em base militar americana.
Câmera flagra diarista que sumiu como bebê de dois anos, mas a criança foi encontrada.
O flagrante da quadrilha que falsificava bebidas alcoólicas.
100% ruim. Carne moída é reprovada em teste de saúde pública.
Roubaram a moto dele, mas ele achou depois. Levou na polícia e lá roubaram de novo.
Desemprego bate novo recorde nos Estados Unidos.
Mais uma festa do esporte. Toronto vai ser a sede dos Jogos Pan-Americanos de 2015.
A nova etiqueta do emprego. O que dizer se encontrar o chefe no elevador?

A coluna e o blog voltam na segunda-feira.

Escrito por Nelson de Sá às 21h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os campeões de audiência

Abaixo, via Blue Bus, a audiência on-line no Brasil, levantada pela comScore, "concorrendo com o Ibope". No total, 31,9 milhões navegaram em setembro, alta de 22% em um ano. Em milhões de usuários únicos, mais a variação em relação ao ano passado:

Sites Google                 26,2    12%

Sites Microsoft              25,2    11%

UOL                              20,6    13%

Sites Yahoo!                 17,4    25%

Terra/Telefônica           16,8    15%

Organizações Globo     16,7     8%

Grupo Brasil Telecom    16,6   18%

Sites Wikimedia            10,8   26%

Mercado Livre               10,2   - 6%

WordPress                    10      41%

Escrito por Nelson de Sá às 11h55

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A liberdade é falsa

Da entrevista de Guilherme Felitti com Alexander Galloway, da NYU, "Saiba por que é falsa a sensação de liberdade na internet":

Ao contrário do senso comum, você argumenta que os ambientes digitais são altamente controlados. Por quê?

Livre movimentação e expressão não são incompatíveis com controle. O que tento explorar, nos meus escritos, é a organização do sistema que não se apoia na repressão ou na punição de indivíduos para estabelecer poder e controle. Como entender o cenário atualmente, no qual a transparência é permitida e promovida, a expressão livre do indivíduo é permitida e promovida, mas ainda assim temos uma estrutura altamente organizada e controlada. Abordo três perspectivas distintas do poder: o comercial, o governamental ou jurídico e o poder técnico da infra-estrutura, sobre a qual não se fala muito, particularmente após o aumento na importância das redes nas últimas décadas. A infra-estrutura técnica é um ator atualmente tão importante como os poderes corporativo ou governamental.

Escrito por Nelson de Sá às 11h49

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A quarta rede

No horário nobre, em outubro, a Rede TV! passou a Band graças ao "Pânico", como informou Sílvia Corrêa ontem na Folha.

Ontem, Gilberto Kassab já foi "conhecer as novas instalações da Rede TV!". E "o próximo será José Serra", segundo Flávio Ricco, no UOL.

No dia 13, como informou Daniel Castro semanas atrás no R7, Lula vai inaugurar os oito estúdios para gravação, entre outros, do "Pânico".

Escrito por Nelson de Sá às 11h29

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma e o Estado (e a Madonna)

Clóvis Rossi, em "Dilma improvisa seu primeiro comício eletrônico":

Foi involuntário, mas Dilma Rousseff acabou sendo protagonista do que soou como o primeiro comício eletrônico da campanha de 2010. Dilma havia sido apresentada por Quentin Peel, colunista do "Financial Times" e um dos moderadores do seminário sobre investimento no Brasil, como alguém que poderia concorrer à Presidência. No intervalo, ela saiu e começou a conversar com a Folha quando todos os jornalistas de TV que seguiam o evento apertaram a ministra contra o balcão do café. Uma jornalista quis saber se achava que o público viera para ver a candidata. Ela negou: "99% vieram para ver o Brasil". Mas foi encadeando uma resposta após outra até improvisar um mini-manifesto eleitoral, que reforça sua imagem como nacionalista, desenvolvimentista e favorável a mais intervenção do Estado. Mas ela qualificou em que Estado acredita: "Nem mínimo nem máximo; o adequado".

Mônica Bergamo, em "Tudo pelo social":

Confirmado: Madonna desembarca nos próximos dias, como antecipado pela coluna. A data mais provável da chegada ao Rio é segunda, 9. Ela quer passar o chapéu entre milionários brasileiros para que colaborem com a Fundação Malawi, que desenvolve projetos na África. Quer ajudar também as crianças das favelas do Brasil. Já agendou com Eike Batista, o homem mais rico do Brasil. Lula não deve se encontrar com a cantora, mas dona Marisa Letícia já está acertando. É possível que carregue Dilma Rousseff.

Catia Seabra, em "Módulo político vai ensinar biografias de José Serra e Aécio Neves no Nordeste":

O PSDB dá início, na semana que vem, a uma série de cursos para formação de 4.500 "multiplicadores" no Nordeste. Com a previsão de gastar R$ 450 mil, o programa tem como meta o recrutamento e a qualificação de mão-de-obra voluntária ou contratada para a campanha de 2010. Sob a coordenação de um cientista político e um consultor de marketing, os futuros cabos eleitorais serão submetidos até a treinamento de técnica de abordagem e persuasão.

Escrito por Nelson de Sá às 10h33

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Brasil ganha muitos elogios em Londres"

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h55

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Desvario mortal num quartel do exército

 

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ela é uma celebridade global, mas leva a paz?

Para as edições, "Time" e "Economist".

Escrito por Nelson de Sá às 09h45

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma e o Estado

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A8.

Escrito por Nelson de Sá às 09h41

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os fazendeiros do Pará ou os escravos de São Paulo

Escalada do "Jornal Nacional":

O senador que teve mandato cassado pela Justiça desiste de se manter no cargo.
O advogado do prefeito de Monte Castelo dá uma versão para as imagens mostradas pelo "Jornal Nacional".
Relator do inquérito aceita denuncia contra o senador tucano Eduardo Azeredo por lavagem de dinheiro.
Danos em fazendas no Pará provocam trocas de acusações entre os proprietários e os sem-terra.
A Europa discute a castração de pedófilos e estupradores.
Pesquisa americana relaciona obesidade ao risco de câncer.
Projeto de lei tenta evitar que eletrodomésticos velhos poluam o meio ambiente. 

E do "Jornal da Record":

A máfia do trabalho escravo. O "Jornal da Record" denunciou e os bolivianos vendidos por R$ 800 ganharam proteção da Justiça.
Preso um dos sete integrantes de quadrilhas dos presídios.
Mistério na piscina. Menina é encontrada morta em escola da PM.
O diário da guerra no Rio. Moradores agredidos por policiais, crianças aprendendo a se proteger de balas perdidas.
O estado da saúde. Mãe denuncia dentista que arrancou dentes bons do seu filho.
Pai denuncia hospital. Mulher que deu à luz não foi atendida por falta de documento.
Lula ganha prêmio pela liderança na América Latina.
Na reportagem especial, a etiqueta do poder. Em Brasília, toda gafe sai no jornal.

Escrito por Nelson de Sá às 22h12

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Concessões sem autorização?

Estreou ontem o site da Confecom, Conferência Nacional de Comunicação, que acontece de 14 a 17 de dezembro, com o logo acima e o bordão "meios para construção de direitos e de cidadania na era digital".

Ontem também, um projeto de lei apresentado em 2005 pelo então senador Hélio Costa "seria votado na Comissão de Constituição e Justiça, mas foi adiado para a semana que vem". Informa Elvira Lobato:

Ele propõe que as emissoras de TV que não são cabeças de rede e as rádios com potência de até 50 KW, mais de 80% das emissoras do país, possam ser vendidas sem autorização prévia do Executivo e do Congresso. As emissoras teriam apenas que comunicar a troca de controle em 45 dias. Desde 1962, é obrigatória a autorização prévia do presidente para a venda de emissoras de TV e do ministro das Comunicações para a venda de rádios. A partir de 1988, tornou-se obrigatória também a aprovação prévia pela Câmara e pelo Senado.

Para o Coletivo Intervozes, "diminui o poder do Congresso de fiscalizar, anistia empresa que mudou de dono ilegalmente, reduz a transparência".

"Reduz a burocracia", comenta o lobby Abert, de Globo, Record e SBT, "mas pode propiciar negociações em desacordo com a lei".

Escrito por Nelson de Sá às 11h46

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Reserva de mercado, agora privada

"Wall Street Journal", "Financial Times", "Valor Econômico" e "Brasil Econômico" noticiam que a espanhola Telefônica surpreendeu ontem a francesa Vivendi ao elevar ainda mais sua oferta de compra da tele paranaense GVT, que ambas disputam.

Para o "Valor", "Apetite mostra temor de aumento da concorrência":

A decisão da Telefônica de investir R$ 6,9 bilhões ou mais na GVT é entendida como iniciativa para barrar mais um concorrente no mercado brasileiro de telefonia. A Fator Corretora classifica o preço como "exagerado". A Ativa Corretora considera "estranho" o movimento de ampliar a própria proposta e colocar a disputa num patamar mais alto. Nos bastidores, os comentários são de que o grupo espanhol quer evitar que a GVT se transforme na próxima Net, forte concorrente em telefonia e banda larga após a sociedade com o grupo mexicano Telmex. Assim como a GVT, a Net era considerada alvo da Telefônica. A aquisição da GVT selaria a concentração de mercado nas mãos de três grupos: Oi, Telmex e Telefônica.

Na coluna Lex, o "FT" já posta análise semelhante, alertando que a oferta é para que a Vivendi "não tenha chance".

Por outro lado, o site Teletime informa que a Secretaria de Direito Econômico (SDE) já abriu "processo que avaliará a operação de compra da GVT pela Telefônica, sob a ótica concorrencial".

Escrito por Nelson de Sá às 11h28

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Pânico", o fenômeno

Sílvia Corrêa, da coluna Outro Canal, informa que a audiência mensal da Rede TV! no horário nobre, entre 18h e 0h, "superou a da Band" pela primeira vez em outubro. A vitória inédita foi de 3,5 pontos para a Rede TV! contra 3,4 pontos para a Band.

O resultado é creditado ao "Pânico na TV", que dispara a audiência às sextas e aos domingos. O vice da Rede TV! comemora e diz que "o tom jovem do 'Pânico' vai contaminar toda a programação em 2010".

A coluna de televisão do UOL acrescenta que a audiência do "Jornal da Band", na semana passada, "despencou" para 4 pontos, "metade do que o 'SBT Brasil' conseguiu no mesmo horário".

Por outro lado, entre 7h e 0h, a Globo marcou 19,1 pontos contra 6,7 da Record e 6 do SBT. Comenta o blog Radar:

A distância é larga, mas já foi maior: em setembro, a Globo tinha 20,5 pontos da audiência brasileira.  A queda maior foi no horário nobre.

Escrito por Nelson de Sá às 10h46

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mídia vence Igreja Católica

O blog de Guilherme Barros no iG destaca que a LatinPanel ouviu 9 mil em 15 países e, contrastando com o restante da América Latina, "no Brasil a população confia mais nos meios de comunicação", em segundo lugar com 37%, "do que na Igreja Católica", em terceiro com 28%.

Em primeiro lugar como a instituição que mais inspira confiança, no entender de 87% dos brasileiros: a família.

Sobre presidentes, por outro lado:

Lula é o governante da América Latina que obteve maior aumento de confiança da população. Segundo a LatinPanel, maior empresa de pesquisa de consumo domiciliar da região, os brasileiros aumentaram sua confiança em Lula em 11 pontos, de 13% em 2008 para 24% este ano. Michelle Bachelet, do Chile, subiu de 13% para 22%. O venezuelano Hugo Chávez foi de 20% para 27%. É o presidente com o maior índice de confiança na América Latina.

Escrito por Nelson de Sá às 10h08

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mittal garante siderúrgica da Vale

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Louvor olímpico sela invejável recuperação"

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h46

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em progresso

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 09h32

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Escravo boliviano por R$ 800

Escalada do "Jornal Nacional":

Uma cidade escandalizada. Imagens de prefeito embolsando dinheiro revoltam moradores de Monte Castelo.
No Rio, uma quadrilha é desmontada. Fraudadores de licitações planejavam golpes com obras públicas da Copa e da Olimpíada.
O "Fantástico" denuncia torturas e diretor de presídio de Santa Catarina decide entregar o cargo.
O Supremo julga o caso do valerioduto tucano da campanha de Eduardo Azeredo à reeleição em Minas.
A resistência do Senado para cassar mandato de Expedito Júnior provoca reações no Judiciário.
Organização Mundial da Saúde muda recomendações de primeiros socorros em casos de parada cardíaca.
Mais uma equipe japonesa diz adeus à Fórmula 1. 

E do "Jornal da Record":

Exclusivo. Rapaz boliviano é comprado como escravo para trabalhar no Brasil e custou R$ 800.
Ação e alívio. Imagens inéditas do resgate de sobreviventes de acidente com avião da FAB no Amazonas.
Liberdade pelo celular. Juiz envia mensagem para soltar ex-marido que atrasou pensão.
Ladrões do dinheiro público. Desmontado esquema para fraudar licitações de obras. Polícia diz que quadrilha planejava agir na Olimpíada do Rio.
Dois dias úteis de folga. Trabalhador pode ganhar o dia para cuidar da escola dos filhos e outro para tirar documentos.
Encontrados mais quatro corpos na casa de serial killer americano.
Calor forte. Além do desconforto, temperatura alta faz mal à saúde.
No manual da nova etiqueta, os prejuízos de ser mal educado no trânsito.

Escrito por Nelson de Sá às 21h10

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"WSJ" vs. "NYT"

O próprio "New York Times" noticia hoje que o "Wall Street Journal" deve lançar uma "edição Nova York" no início do ano que vem, em sua estratégia de se tornar "jornal de interesse geral", concorrente do "NYT".

O "WSJ" começou a montar "uma redação local, adicionando editorias tradicionais voltadas à justiça, à prefeitura e à capital", em Albany. Aliás, anota o texto, "já abordou jornalistas de outras publicações".

O semanário "NY Observer" acrescenta que o projeto é comandado por John Seeley, que editava o "NY Sun", diário conservador que se apresentava como alternativa ao "NYT" e fechou um ano atrás. Bill Keller, editor do "NYT", ironizou o novo desafio:

Eu vou repetir o que disse sobre cada Grande Iniciativa anunciada anteriormente por Mr. Murdoch _a lustrosa revista semanal, a robusta seção de cultura, a seção diária de esportes: nós damos boas vindas à competição, acreditamos que é bom para os leitores, não nos esquivamos. Mas "press release" não é concorrência.

Ao fundo, em entrevista ao site I Want Media sobre seu novo livro, "Googled: The End of the World as We Know It", Ken Auletta relata:

Larry Page e Eric Schmidt, do Google, disseram que haviam discutido comprar o "NYT", mas no fim decidiram que, se tivessem sucesso, a compra prejudicaria sua identidade como ferramenta neutra. A razão para se interessarem em preservar o "NYT" é que a busca do Google depende de boa informação e o "NYT" é o melhor jornal do mundo.

Escrito por Nelson de Sá às 11h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sky vs. Net

A Sky do americano John Malone (em acordo com a Globo) publica anúncio na edição desta semana do "Meio & Mensagem" em que ataca pela primeira vez a Net do mexicano Carlos Slim (em acordo com a Globo).

O site Teletime destaca que, com o anúncio, "a Sky coloca a Net como sua principal concorrente" no país e na América Latina:

Nossa garota-propaganda é a Gisele Bündchen. A do concorrente, um general russo. Alguma dúvida de quem tem a melhor imagem?

A operadora sublinha ser líder de mercado em HDTV e que faz "TV por assinatura de qualidade", com 27 canais HD contra "meia dúzia" da Net. As duas, juntas, controlam 82% da TV paga no Brasil, 31% para a Sky (satélite) e 51% para a Net (cabo).

Escrito por Nelson de Sá às 10h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Importação cresce, investimento cresce

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 10h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um ano depois, duas derrotas para Obama

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gigante

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A8.

Escrito por Nelson de Sá às 09h44

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O prefeito do PMDB-SP e a propina por creche

Escalada do "Jornal Nacional":

A Coreia do Norte desafia o Ocidente mais uma vez e avisa que voltou a processar matéria-prima para bombas atômicas.
A União Europeia proíbe uso de crucifixo em escolas da Itália e provoca muita polêmica.
Entram em vigor regras que devem facilitar os processos de adoção no Brasil.
Chuvas e inundações atingem brasileiros de dois Estados do Sudeste.
Anunciada na França a morte do antropólogo Claude Lévi-Strauss.
Decisão no Senado adia de novo cassação de mandato ordenada pela Justiça.
Prefeito é suspeito de pedir propina a um construtor de uma creche. 

E do "Jornal da Record":

Capitão Nascimento, versão pirata. Ex-cabo do Exército dava curso militar ilegal. Missão dos alunos: comprar maconha para o professor.
O preço do álcool dispara na bomba e o motorista precisa pensar bem antes de encher o tanque.
O Brasil fora da lei. Acidentes põem em xeque os resultados da Lei Seca.
O Brasil com nova lei. Já estão em vigor as normas para apressar adoções.
Onde está Madeleine? Polícia distribui imagens da menina criadas em computador.
Adeus, professor. Antropólogo morre aos 100 anos e deixa obra ligada ao Brasil.
Na reportagem especial, como fazer o casamento dos sonhos sem nenhum vexame.

Escrito por Nelson de Sá às 21h54

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Back to the future"

No "New York Times", John Harwood avisa que o "desafio" lançado pela Casa Branca à Fox News é "um teste" para todos os políticos americanos, daqui para a frente, republicanos ou democratas.

A fragmentação partidária da mídia noticiosa e de sua audiência cresceu significamente. Futuros presidentes republicanos terão de decidir como ganhar ou se acomodar à tendência.

Não se trata só de Fox News de um lado e MSNBC de outro, mas de seus públicos, cada vez mais dominados por republicanos e democratas, respectivamente. É uma "volta ao futuro" dos Estados Unidos: em sua independência e democratização, esperava-se que os jornalistas fossem "partidários, intensamente partidários".

Ouvidos, um marqueteiro republicano e uma pesquisadora democrata afirmam que a partidarização facilita o trabalho de "targeting" eleitoral. Mas torna mais difícil a "estabilidade" dos governos eleitos.

Escrito por Nelson de Sá às 11h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A esperança e a Globo

De Jean-Michel Frodon, que acaba de deixar a direção da "Cahiers du Cinèma", em entrevista a Ana Paula Sousa:

Como vai o cinema brasileiro?

É um cinema sem maior brilho. O cinema brasileiro não é tão bom quanto poderia ser. Ou quanto imaginamos que seria. Havia muita expectativa quando o Brasil voltou a ser democrático e, depois, a esperança de que o fenômeno Walter Salles não fosse isolado. Mas  a promessa não se cumpriu. A Globo soube tirar vantagem do desenvolvimento do país e isso teve efeitos sobre o cinema.

Escrito por Nelson de Sá às 11h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma 2010

Segundo o Painel, o programa do PT em rede nacional, em dezembro, já está em produção e terá Dilma Rousseff como estrela, inicialmente apenas em estúdio, ao lado de Lula.

Segundo a coluna Brasília, com a "consolidação crescente a favor de Dilma", PT, PMDB, PDT. PR, PRB e PC do B já dão à petista "50% a mais de tempo de rádio e TV do que seu opositor direto". Outros podem fechar e, "nas contas do PT, Dilma terá de 60% a 70% do horário eleitoral", um massacre, avalia Fernando Rodrigues.

Mas o PSDB se encontra nesta semana com o PP de Francisco Dornelles (e Paulo Maluf) e o PTB de Roberto Jefferson (e Fernando Collor), os governistas mais propensos a "não embarcar".

Ao fundo, segundo a "Veja", o marqueteiro João Santana já molda "o novo perfil de Dilma a ser apresentado: mineira, simpática, discurso simples, antenada com temas ambientais". De "um dos envolvidos na operação", que envolveria debates simulados, entrevistas, programas:

Esse treinamento é normal para todo candidato em campanha. No caso da Dilma, porém, isso precisa ser intensificado porque ela não tem nenhuma experiência eleitoral.

E o consultor Ben Self, de Obama, teria sugerido meios de reação aos ataques on-line, que já começaram. "Internautas estão sendo arregimentados para inundar as redes sociais", trabalho que "custa entre R$ 50 mil e R$ 120 mil e é realizado por empresas especialistas", mas "oficialmente nenhum político admite".

Escrito por Nelson de Sá às 10h12

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Já maior parceira, China avança mais

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ford dá esperança a Detroit

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h40

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dilma se reinventa, Aécio ameaça

 

Para as edições, Veja, CartaCapital, Época e IstoÉ.

Escrito por Nelson de Sá às 09h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais do que dizem

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A8.

Escrito por Nelson de Sá às 08h59

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Milhão ou milhões de evangélicos em São Paulo

Escalada do "Jornal Nacional":

Cidades em situação de emergência e moradores isolados pela água. Aumenta o número de pessoas desabrigadas pela enchente no Espírito Santo.
Governo de Santa Catarina afasta os envolvidos no flagrante de tortura dentro de presídio.
O movimento nas estradas na volta do feriado.
Evangélicos fazem marcha e reúnem um milhão de pessoas em São Paulo.
As homenagens pelo Dia de Finados em todo o Brasil.
Sem segundo turno, Afeganistão reelege presidente.
Na Fórmula 1, Rubens Barrichello se apresenta à nova equipe.
No Brasileirão, os últimos colocados dão trabalho para os líderes. 

E do "Jornal da Record":

Momentos de horror. Sobreviventes do avião que caiu na Amazônia lembram a tragédia.
Chuva castiga o Espírito Santo. Seis mil já estão desabrigados.
Flagrante do perigo. Balões desafiam a lei e caem perto de delegacia.
Milhões de pessoas nas ruas de São Paulo. Evangélicos fazem festa na Marcha para Jesus.
No Dia de Finados, cemitérios lotados por todo o país. O feriado prolongado congestiona as estradas.
Fim de ano, hora de reformar a casa. Além do 13º, a redução do IPI impulsiona a venda dos materiais de construção.
Dormir emagrece. Cientistas descobrem que o sono acelera o metabolismo e queima calorias.
Manual da nova etiqueta. Na reportagem especial, como se comportar com as milhares de novidades que a tecnologia oferece.

Escrito por Nelson de Sá às 21h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nelson de Sá Nelson de Sá é articulista da Folha de S.Paulo.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.