Nelson de Sá

Toda Mídia

 

Índios salvam passageiros de avião da FAB

Escalada de manchetes do "Jornal Nacional" de 30.10:

Emergência no céu da Amazônia. Avião da FAB pousa em um rio com 11 pessoas a bordo e 9 são resgatadas no meio da selva.
Agência Nacional do Petróleo divulga informações erradas na internet sobre o preço do gás de cozinha.
Anunciado um acordo em Honduras. O Congresso decidirá se Manuel Zelaya voltará ou não ao poder.
Traficantes presos em São Paulo eram chefiados por um adolescente de 14 anos.
Uma família de bandidos vai para a cadeia no Rio.
O consumo de metanfetamina dispara nos Estados Unidos.
A nossa maior ginasta sofre um tombo. Exames comprovam doping de Daiane dos Santos.
Cinco brasileiros são candidatos ao posto de melhor do mundo no futebol.
Em Abu Dhabi, a Fórmula 1 inaugura sua pista mais moderna. 

E do "Jornal da Record":

O avião da saúde. Índios salvaram passageiros de aeronave da FAB que caiu na Amazônia. Sobreviventes levavam remédios para populações isoladas.
O avião da droga. Interceptado monomotor com mais de cem quilos de cocaína.
Acordo põe fim ao impasse em Honduras. Congresso vai decidir quem vai presidir o país.
Polícia do Rio mira novo alvo no combate ao tráfico. Operação quer sufocar as contas dos traficantes.
O vestido do preconceito. Jovem de minissaia agredida na universidade desabafa.
Pesquisa comprova: na hora do aperto, parente faz papel de banco para a população de baixa renda.
Daiane dos Santos é flagrada em exame antidoping.
Na série especial, as maravilhas dos efeitos especiais na televisão. 

A coluna e o blog voltam na terça-feira.

Escrito por Nelson de Sá às 00h46

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Novo velho Orkut

No IDG Now, Guilherme Felitti informa sobre "a ambição do Google de levar o Orkut para outros países além de Brasil e Índia, aumentando sua participação em mercados como Estados Unidos e Europa".

A ferramenta foi "reformulada para se tornar mais rápida", em ampla mudança "comandada pelo centro de desenvolvimento do Google na América Latina, localizado em Belo Horizonte":

A interface foi redesenhada para dar maior destaque ao fluxo de atualizações do usuário e seus contatos. A reformulação permitirá que comentários sejam escritos não apenas a partir do perfil, mas também sobre atualizações que os amigos realizarem, como a publicação de fotos. A cor do perfil poderá ser alterada, variando entre o tradicional azul, o verde, o preto. Inicialmente, o novo Orkut será fechado a convidados. O Google selecionou entusiastas da rede que começaram a receber convites na quinta. Antes de julho de 2010, todos os usuários terão acesso às mudanças.

O Orkut é "a rede social mais popular" do país, com 26 milhões de brasileiros em setembro, segundo a consultoria Ibope Nielsen Online, contra 9,3 milhões do Twitter e 5,3 milhões do Facebook.

O "Valor", quatro meses atrás, em longa reportagem sobre internet e a eleição presidencial, ouvindo marqueteiros, avisou:

Apesar de o Twitter ser a ferramenta da moda e o Facebook ser o ponto de encontro dos mais conectados, a estrela da campanha de 2010 será mesmo o bom, velho e hoje fora de moda Orkut.

Escrito por Nelson de Sá às 11h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A vaia aos repórteres e a liberdade de imprensa

De Lula, no relato de José Alberto Bombig em que o "petista dá 'lições' de jornalismo" e a "plateia de catadores de rua vaia repórteres":

Hoje vocês têm a oportunidade de fazer a matéria da vida de vocês. Se esquecerem a pauta do editor e se embrenharem no meio desta gente, para conversar sobre a vida deles. Publiquem o que falarem. Não tentem interpretar... O povo tem pensamento próprio.

De Lula ao venezuelano "El Universal", segundo Denise Chrispim Marin:

Na questão das relações com os meios de comunicação, posso falar do Brasil. E, no meu país, a imprensa goza de total liberdade... Sou duramente criticado. Mas isso não muda em nada a convicção de que a liberdade de imprensa é essencial.

Escrito por Nelson de Sá às 09h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Senado cede e aprova a Venezuela no Mercosul

 

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h18

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Crescimento volta, pelo "estímulo" de Obama

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h08

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cai a fertilidade "no Brasil, na Indonésia, até na Índia"

Para as edições, "Time" e "Economist".

Escrito por Nelson de Sá às 09h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A saída em Honduras?

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 08h58

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um espectro corre o mundo, o crescimento dos EUA

Escalada do "Jornal Nacional":

Uma notícia animadora corre o mundo. Os Estados Unidos anunciam que voltaram a crescer.
Em Brasília, o governo prorroga a redução de imposto para eletrodomésticos.
Um avião da FAB desaparece com 11 pessoas na Amazônia.
Fim da investigação. A Polícia Federal culpa os comandantes da TAM pela tragédia em Congonhas e provoca indignação entre os pilotos.
Milhares de policiais vão as ruas em uma operação arrastão em São Paulo.
Uma comissão do Senado aprova a entrada da Venezuela de Hugo Chávez no Mercosul.
A crise em Honduras fica um pouco mais próxima de uma solução.
Uma das nossas maiores universidades abre seus laboratórios para adolescentes de escolas públicas.
Sobrinho de Ayrton Senna consegue vaga na Fórmula 1.  

E do "Jornal da Record":

Governo prorroga até janeiro a redução do IPI para eletrodomésticos.
Enrolado no cheque especial? Veja dicas para se livrar dessa armadilha.
Avião da FAB desaparece na Amazônia com 11 pessoas a bordo.
Polícia de menos. Bando rouba carro na entrada de condomínio no Rio.
Fúria no trânsito. A guerra entre motoristas e motoboys.
Casos de dengue caem em Brasília e em cinco Estados, mas aumentam muito em outros seis.
Envolvimento com travesti brasileiro derruba governador na Itália.
Depois de um ano no vermelho, economia americana registra primeiro trimestre positivo.

Escrito por Nelson de Sá às 21h55

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A torcida dos profetas, de novo

Daniel Gross, da Slate e da "Newsweek", sob o enunciado "Os jornais não estão tão mal quanto você pensa", avisa que "muitos profetas do Apocalipse estão misturando análise com esperança".

Sugere "calma" a Talking Points Memo e outros que saíram proclamando o fim dos jornais após a queda de 10% na circulação nos EUA. Lembra que a crise econômica atingiu de blogs a canais de notícias. E que os jornais, apesar de perderem circulação, registraram lucro maior no período por força da própria circulação, não da publicidade:

É o novo modelo: corte de custos, alta de preços. Ainda pode fracassar no final, mas não devemos agir como se o pessoal só-online estivesse com o caminho traçado. Todo mês, milhões de americanos pagam para receber jornais em casa, um truque que os sites ainda não aprenderam. Na verdade, em muitos pontos, os híbridos imprensa-online superam os só-online.

Escrito por Nelson de Sá às 11h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Horário sindical gratuito

Do Painel, sob o título "Direito de antena":

Em documento a ser apresentado na Confecom (Conferência Nacional de Comunicação), CUT, Força Sindical, CGTB, CTB, Nova Central e UGT pressionam pela criação de um "horário sindical gratuito", nos moldes da cadeia de rádio e TV dos partidos. As centrais reivindicam ainda um canal de TV aberta e a adoção de critérios de publicidade alheios a audiência e circulação.

Escrito por Nelson de Sá às 10h24

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Record, vítima

Na Folha, "Record é vítima de preconceito, diz Lula". No site Tela Viva,  "Em inauguração de estúdios da Record, Lula defende pluraridade". Abaixo, o vídeo postado pelo portal R7:

Escrito por Nelson de Sá às 09h36

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Donos de imóveis ganham "mais segurança"

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h14

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Hillary chega e o Taliban mata mais de cem

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Despenca, desaba

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A8.

Escrito por Nelson de Sá às 08h56

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Polícia prende traficantes, polícia prende assassinos

Escalada do "Jornal Nacional":

A Polícia Federal prende dezenas de suspeitos de tráfico de drogas. E você vai conhecer pessoas que foram ao fundo do poço por causa do crack.
Polícia do Rio prende mais um suspeito de ter assassinado o coordenador do AfroReggae.
Senadores aprovam mudanças importantes nas relações entre inquilinos e donos de imóveis.
A Bolsa de Valores tem a maior queda desde março.
Pesquisa retrata a má qualidade das rodovias brasileiras. Uma ultrapassagem termina em tragédia em Minas Gerais.
Supremo confirma ordem da Justiça Eleitoral de cassar o mandato de um senador de Rondônia, mas o Senado resiste.
O terror deixa mais de cem mortos no Paquistão e no Afeganistão.
Governo de Honduras anuncia representação contra o Brasil na Corte de Haia.
Agência espacial americana ensaia início de uma nova era no espaço.  

E do "Jornal da Band":

Pesquisa revela que 70% das estradas federais e estaduais são ruins.
Escândalo com travestis brasileiros derruba governador na Itália.
Devoção ao santo das causas impossíveis lota igrejas em todo o Brasil.
Crianças encontram granadas enterradas no quintal de casa no Mato Grosso.
Surto de meningite leva turistas a cancelar viagens ao litoral da Bahia.
Polícia prende segundo acusado pela morte de dirigente do AfroReggae no Rio de Janeiro.
Atentado no Paquistão deixa pelo menos cem mortos. No Afeganistão, bomba mata seis funcionários da ONU.
Rodada desta noite pode definir novo líder do Brasileirão.
Excesso de chuvas antecipa espetáculo da piracema no Paraná.

Escrito por Nelson de Sá às 22h15

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O fim do jornalista?

Do jornalista Joshua Benton, diretor do Nieman Lab e ex-repórter do "Dallas Morning News", no evento Media On, do portal Terra:

Você não terá este trabalho para sempre [de jornalista]. Não conheço as especificidades do Brasil. Nos EUA, muitos migraram para o governo. Muitos atuam como detetives particulares. Temos hoje 40 mil jornalistas; em 92 eram 60 mil. A questão econômica ajudou, mas o ponto central é o avanço da internet. Os jornais brasileiros estão hoje em melhores condições... Credibilidade é questão de tempo. As marcas, como um "New York Times" e uma Folha de S.Paulo", adquiriram confiança no decorrer do tempo. A busca da qualidade on-line é crescente e com o passar do tempo deve chegar ao padrão dos jornais que temos hoje... Os jornalistas terão de perder sua arrogância, parar de encarar seu público como um estorvo. Quando trabalhei em jornais, a gente recebia um pedido de correção e o editor dizia, "mas isso aqui é uma coisa menor".

Escrito por Nelson de Sá às 11h36

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sulzberger e o sofisma do Titanic

Via Romenesko, do publisher do "New York Times", Arthur Sulzberger Jr.,  à revista "New York", questionado sobre o que diria aos jovens que desejam entrar no jornalismo, hoje:

Hum, o que eu diria a eles é que a indústria está no meio de uma transição maciça. Mas o trabalho fundamental é crítico. Temos de nos recriar, mas no coração disso o que vamos recriar ainda é jornalismo. O modo como as pessoas conseguem informação está mudando, mas a necessidade de informação vai se manter constante. A melhor analogia que consigo pensar é a Sofisma do Titanic. Qual foi o principal defeito do Titanic? Mesmo se ele chegasse em segurança ao porto de Nova York, estava perdido. Doze anos depois, dois irmãos inventaram o avião. Estamos tentando converter empresas de navegação em empresas aéreas. O mesmo negócio, transportar pessoas com segurança através de longas distâncias; diferentes estruturas de custo. Diferentes formas de realizar o negócio, mas o mesmo negócio. Ainda há um negócio vibrante na navegação, hoje, ele só não está mais transportando massas através do Atlântico. Agora leva famílias às ilhas Seychelles ou algo parecido. Assim, a imprensa ainda estará aqui, eu acredito, por décadas. Mas ela será  a força motriz [da distribuição de notícias]? Não.

No título da revista, "Publisher do Times compara imprensa ao Titanic".

Escrito por Nelson de Sá às 10h48

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A pulverização e os anunciantes

Do diretor do "Programa do Gugu", Homero Salles, na coluna Outro Canal assinada por Rodrigo Russo, sobre a "pulverização" da audiência entre Globo, Record, SBT e Rede TV!:

Poucos falam que o "Fantástico" está caindo porque outros sobem.

Comenta o Blue Bus:

Os anunciantes estão desorientados. O "Fantástico" não é mais nem mídia papai-e-mamãe. E agora, o que fazer do seu plano de mídia?

Escrito por Nelson de Sá às 10h32

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O antiLula

A produtora do filme "O Bem Amado", Paula Lavigne, que trabalhou com Nizan Guanaes na campanha de 2002 e realizou nos últimos dois anos os programas do DEM, programou o lançamento para final de janeiro.

Três semanas após a estreia de "Lula, o Filho do Brasil", anota o Radar.

Escrito por Nelson de Sá às 09h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sabesp transborda e culpa chuva, não a comporta

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h36

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"FT" e o aniversário de Lula, "o maior líder"

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Esqueça a China?

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 09h02

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A chuva, o transbordamento da Sabesp, os buracos

Escalada do "Jornal Nacional":

Chuvas provocam inundações em três municípios da Grande São Paulo. Multiplicam o número de buracos na capital paulista. E aumentam o perigo para milhões de brasileiros que vivem em áreas sujeitas a desmoronamento.
Um braço do terror de Bin Laden assume os atentados em Bagdá.
Preso um dos bandidos que atacaram o coordenador do AfroReggae no Rio.
A indústria paulista atinge o maior nível de atividade desde abril do ano passado.
Juros ao consumidor caem ao menor percentual dos últimos 15 anos.
O vice-presidente José Alencar fala sobre o combate ao câncer.
Declaração do governador do Paraná provoca protestos de homossexuais.
Um acidente deixa mais de 60 feridos no Rio de Janeiro.
Famílias falam da dificuldade de conseguir internação de parentes viciados em crack. 

E do "Jornal da Record":

Juro ao consumidor cai para o nível mais baixo da história. A inadimplência também diminuiu.
Essa é demais. Roubo de roda em estacionamento.
Briga de trânsito. Veja como a PM age em desentendimentos de motoristas.
Grupo ligado à Al Qaeda reivindica atentado no Iraque.
Água de menos. Anistia Internacional acusa Israel de limitar acesso de palestinos à irrigação.
Água demais. São Paulo abre compotas e assusta moradores.
O futuro das crianças. Aumentam os planos de previdência para filhos.
Na reportagem especial, os sonhos de fama.
Falcão que fugiu do frio dá um tempo na Bahia.

Escrito por Nelson de Sá às 21h24

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gugu e a classe C

Da longa entrevista do apresentador Gugu Liberato à edição desta semana do "Meio & Mensagem", págs. 12 e 13, concedida dias antes da "pior audiência da história" do concorrente "Fantástico":

Com certeza, acreditamos que isso pode acontecer [primeiro lugar]. Ficamos outro dia 50 minutos acima da Globo, acima do "Fantástico". Tudo são acertos, a gente tem de achar o caminho certo. E está havendo uma pulverização de audiência, o que nos ajuda também. Porque quando você tem uma emissora monopolizando, como acontece com as novelas, é difícil encostar. O "Fantástico" tem gente competente e se recicla, mas tem o desgaste de estar há 35 anos no ar. A gente pega os momentos de deslize e tenta chegar lá.

A última pesquisa aponta que meu público vem de todas as classes sociais. Temos predominância das classes C e D, mas temos também as classes A e B. O que aconteceu é que, com o governo Lula, muita gente que estava lá embaixo nas classes D e E ascendeu à classe C. E esse público das classes D e E, que sempre deu muito suporte em termos de audiência, hoje é um grande consumidor.

O site AdNews destaca na reportagem "Queda do 'Fantástico' alerta para mudança na publicidade" que os comerciais "start up", de lançamento, vêm deixando os intervalos do programa. Do publicitário Carlos Castelo:

Hoje há vários nichos, vários tipos de público. Dependendo da característica do produto, existem outros horários mais interessantes para anunciar. Antes era fácil divulgar campanhas, existiam apenas alguns canais na mídia para anunciar, "Veja", "Jornal Nacional" e "Fantástico". Mas agora é diferente, há muitas outras possibilidades.

Escrito por Nelson de Sá às 09h54

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Nem Baú nem Igreja

De William Bonner, apresentador e editor no "Jornal Nacional", em palestra na UnB, segundo a coluna Zapping:

Nosso orçamento vem apenas da publicidade, não temos Baú da Felicidade ou Igreja Universal.

Escrito por Nelson de Sá às 09h20

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Nunca antes na história deste país"

Pouco depois da meia-noite, o "CQC" entrou ao vivo com Marisa Letícia para dar os parabéns pelo aniversário de Lula. Ele dormia. Via R7:

Por outro lado, escreve Janio de Freitas, hoje:

Lula não escreve, mas o que fala já justifica até um gênero particular de livro: o "Dicionário Lula - Um Presidente Exposto por Suas Próprias Palavras". É uma coleta muito bem-feita e vasta dos dizeres de Lula, com pesquisa de Rodrigo Elias, sobre os quais o jornalista e sociólogo Ali Kamel desenvolveu conceituações bem elaboradas e sem partidarismo. É um mergulho na perturbadora fonte do lulismo.

No domingo, o colunista já havia publicado na primeira página da Folha que "Lula não liga que roubam, pois é o único que faz".

Escrito por Nelson de Sá às 08h54

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sérgio Rosa fala: Vale tem que investir

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 08h46

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

E volta o plano público de saúde, na reforma

 

Para as edições, NYT, WSJ, CD e WP. Para os sites, NYT, WSJ, CD e WP. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Não foi possível reproduzir a capa do FT, hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h36

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Outros consensos

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A9.

Escrito por Nelson de Sá às 08h02

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O crack chega à classe média

Escalada do "Jornal Nacional":

Um passo para o fim do mistério. Inspetores das Nações Unidas visitam instalações nucleares do Irã.
Mistério desvendado na Letônia. Cratera de 20 metros que despertou curiosidade mundial.
O governo baiano confirma um surto de meningite no Sul do Estado.
Desembargadores trocam acusações graves no tribunal do Maranhão.
Pilotos americanos explicam por que passaram direto pelo aeroporto onde deveriam ter pousado.
O Campeonato Brasileiro tem a edição mais eletrizante dos últimos anos.
A eleição do Uruguai vai para o segundo turno.
Condenado o cientista que dizia ter clonado um embrião humano.
Duas famílias enfrentam as consequências graves do consumo de drogas.  

E do "Jornal da Record":

O crack chega à classe média. Prefeito detido com a droga pode ser afastado do cargo. Pai entrega à polícia filho que matou a namorada.
Caminhão de carne é saqueado. Peças de 100 quilos e até ganchos sumiram.
Exclusivo. Entramos no laboratório que refinava cocaína em São Paulo.
Vai comprar eletrodoméstico? Preste atenção no encaixe da tomada.
Mais uma polêmica. Fãs criticam ganância de produtor de filme de Michael Jackson.
Na série especial, o mundo de sonhos das novelas. Show de talento e alta tecnologia.
Caldo de cana e dois pastéis. Dona Maria Yonaha é campeã em feira paulistana.

Escrito por Nelson de Sá às 22h14

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Teleton

Na coluna Outro Canal, "o governador José Serra almoça amanhã com a diretoria da Rede TV!". Abaixo, anteontem no SBT:

Escrito por Nelson de Sá às 11h24

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

José Serra, vítima

Para quem ainda não leu, alguns trechos sobre o governador e a mídia, no perfil de Daniela Pinheiro para a "Piauí", via blog Entrelinhas:

Ele chegou ao segundo turno contra Lula, mas sua candidatura desmoronou antes. Entre outros motivos, houve disputas entre seus marqueteiros, Nizan Guanaes e Nelson Biondi, que quiseram, de maneiras diferentes, recriar sua imagem... Correligionários que colecionam pesquisas garantem que a figura de arrogante foi inventada por desafetos e jornalistas e encontra respaldo apenas na classe média alta. Um tucano me mostrou uma pesquisa, da Bahia, onde a imagem dele é excelente.

Em setembro, o que escrevia no Twitter era acompanhado por mais de 100 mil pessoas. Como a troca de mensagens não é mediada, passou a ser chamado com frequência de "Zé" e até de "mano"... Perguntei por que havia divulgado a seguinte troca de mensagens com Ana Paula Padrão: "Pra quem nem e-mail tinha, você está super up to date!", escreveu ela; "Nunca é tarde demais para aprender", respondeu ele. "Foi para ela não brigar comigo", Serra explicou. "Porque ela é ciumenta e eu não a vejo faz tempo. E a Record está batendo em mim pesado por causa dessa disputa com a Globo."

Ele falou, a contragosto, sobre suas relações com a imprensa. Perguntei se achava que suas características negativas eram mais exploradas do que as positivas. "Não, não acho, mas existe um script que alguns precisam seguir", disse. "Eu sou o cara que soprou no ouvido do Lee Oswald, entende? Tudo, acham que fui eu."

A relação de Serra com a imprensa é paradoxal. A identidade política dos grandes jornais e revistas é muito maior com ele do que com Lula, Dilma Rousseff e Marina Silva. Ele tem boas relações com colunistas, apresentadores de rádio e televisão e diretores de redação. Telefona para eles amiúde, faz perguntas sobre sua vida profissional e familiar, diz que está com saudades e pede conselhos. E se dá muito bem com os patrões da grande imprensa. Tudo isso se reflete no noticiário. Mas, por outro lado, José Serra é um dos políticos que mais reclamam da mídia, dos erros e injustiças dos quais é, ou imagina ser, vítima.

Duas outras passagens:

Serra voltou ao Brasil antes da anistia, em 1978, e foi dar aula na Unicamp, onde era professor o economista João Manuel Cardoso de Mello. "Espero que não tenha vindo falar dessa baboseira de currículo", disse Cardoso de Mello ao me dar boas-vindas. Mesmo com a resposta negativa, continuou: "Ficar nessa coisa pequena, nesse detalhezinho, nessa mesquinharia se o Serra se formou ou não se formou. O Serra não terminou a graduação, e daí?"

Havia meses, Serra se submetia a um tratamento dentário que mudara seu sorriso. Os dentes frontais da arcada superior foram alinhados e o recuo gengival foi recapeado com uma fina camada de resina. Ou seja, não havia mais motivo para que chargistas o retratassem como Nosferatu. O governador me dissera que apenas havia trocado de pasta dental e arrumado uns "dentes de baixo".

Para contraste, o perfil de Dilma Rousseff, também via outros sites.

Escrito por Nelson de Sá às 11h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

MST e o operativo midiático-empresarial

Do manifesto em defesa do MST, assinado por Antônio Cândido, Boaventura de Sousa Santos, Francisco de Oliveira, Eduardo Galeano, István Mészáros, Luiz Fernando Veríssimo, Paulo Arantes e outros:

As grandes redes de televisão repetiram à exaustão imagens da ocupação realizada por integrantes do MST em terras que seriam de propriedade da Cutrale, no interior de São Paulo. Uma informação essencial foi omitida: a de que a titularidade das terras é contestada pelo Incra e pela Justiça... Há um objetivo preciso nisso: impedir a revisão dos índices de produtividade agrícola –cuja versão em vigor tem como base o censo de 1975– e viabilizar a CPI sobre o MST... O operativo midiático-empresarial visa isolar e criminalizar o movimento.

Escrito por Nelson de Sá às 09h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Internet, depois televisão

Mais do Ibope e do declínio da televisão, na coluna Outro Canal:

A TV já não é o item mais importante para a população jovem (até 34 anos), segundo pesquisa sobre hábitos de consumo de meios de comunicação. Para a faixa de 10 a 17 anos, o computador com internet é o aparelho mais relevante (82% de prioridade), seguido por TV (65%) e celular (60%). Dos 18 aos 24, o líder passa a ser o celular (78%), com computador (72%) e TV (69%) em sequência. Dos 25 aos 34: celular (81%), TV (73%) e computador (65%). Na média da população, a TV fica na liderança, com 77%.

Escrito por Nelson de Sá às 09h36

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A pior audiência da história

Lauro Jardim informa no site da "Veja" sobre "uma noite histórica" e "inesquecível para a Globo", ontem:

O "Fantástico" registrou a pior audiência de sua história (o programa estreou em 1973): 16 pontos, exatamente a mesma média do "Programa do Gugu", que alcançou o seu melhor desempenho desde que se transferiu para a Record. Silvio Santos marcou dez pontos.

PS - Daniel Castro, no site da Record, dá números um pouco melhores para a Globo, mas ainda "a pior audiência de todos os tempos".

Escrito por Nelson de Sá às 09h20

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Agência, conselho e tributo para controlar minérios

 

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h12

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os atentados suicidas mais mortais desde 2007

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h02

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O crime e a guerra no Rio

  

 

Para as edições e capas, Veja, CartaCapital, Época e IstoÉ.

Escrito por Nelson de Sá às 08h54

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

À esquerda

Leia a coluna "Toda Mídia" de hoje com links. Na Folha digital, à pág. A8.

Escrito por Nelson de Sá às 08h08

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nelson de Sá Nelson de Sá é articulista da Folha de S.Paulo.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.