Nelson de Sá

Toda Mídia

 

2 de outubro de 2009. O Brasil em festa

Escalada do "Jornal Nacional":

2 de outubro de 2009. O mundo conhece a sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Nossos repórteres mostram a votação histórica do Comitê Olímpico Internacional. A emoção da comitiva brasileira na cerimônia em Copenhague. A comemoração dos nossos atletas na apuração dos votos. As reações ao resultado nas cidades que perderam a disputa e a festa popular na praia mais simbólica do Brasil.
O governo recebe novas denúncias e estuda romper contratos com empresas responsáveis pela prova do Enem.
A Indonésia estima que três mil pessoas estejam sob os escombros nos terremotos.
Desemprego nos Estados Unidos aumenta e surpreende.
E a indústria brasileira cresce pelo oitavo mês seguido.  

E do "Jornal da Record":

O Brasil em festa. Cariocas festejam a vitória. Alegria explodiu de tarde com a escolha do Rio para a sede dos Jogos de 2016. Emocionou a delegação brasileira em Copenhague. A festa do Brasil ganhou o mundo e teve samba em Madri, a segunda colocada. Em Chicago, os americanos cumprimentam a vencedora.
No terremoto na Indonésia, um hotel soterrado.
Arma de colega mata uma adolescente na sala de aula.
PF investiga vazamento no Enem e estudantes aproveitam novo prazo para estudar mais.

A coluna e o blog voltam na segunda.

Escrito por Nelson de Sá às 00h39

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Rio e o dinheiro da televisão, dos anunciantes

Em nota abrindo a coluna Breakingviews.com, destacada pela BBC Brasil, o "New York Times" opinou que escolher o Rio "faz mais sentido".

Por outro lado, longa reportagem sobre transmissão e publicidade avalia que Chicago garantiria "mais dinheiro de uma rede de TV dos EUA e de corporações anunciantes". Observa que Rupert Murdoch, da Fox, declarou que só entraria na disputa pelos direitos se Chicago vencesse.

"Mas o Rio tem suas vantagens", diz o "NYT", citando, por exemplo, que as duas se equivalem, quanto ao horário de transmissão nos EUA.

E que, com "orçamento garantido pelo governo", o Rio não exige que o Comitê Olímpico Internacional seja forçado a "financiar um eventual déficit de recursos com dinheiro de patrocínio e televisão, como fez para os Jogos de Vancouver e teria que fazer por Chicago".

Escrito por Nelson de Sá às 11h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Letterman abre o jogo

O apresentador produziu ontem "uma hora brilhante de TV", segundo a AP, ao anunciar que foi chantageado em US$ 2 milhões sob ameaça de revelação de casos com funcionárias do "Late Show". Ele avisou a polícia, que prendeu o chantagista, produtor premiado do "48 Hours", da CBS.  No ar, Letterman admitiu os casos.

O blog Media Decoder faz uma rodada de repercussão.

Escrito por Nelson de Sá às 11h25

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em ano eleitoral, São Paulo vira Nova York, Paris

Daniel Bergamasco, na coluna Outro Canal, informa que "prédios deteriorados, lixo acumulado e outras imagens menos nobres sumirão do mapa a partir de janeiro de 2010", na próxima novela das 19h na Globo. As imagens serão "retocadas por computador". Diz o diretor:

Podemos substituir um prédio feio por outro, inserir ou tirar pessoas. A novela mostrará um centro paulistano já revitalizado, como se espera que a região seja, algo como Soho. Colocaremos mais música nas ruas, alguém tocando um cello, alguém fazendo uma pintura, esse clima parisiense. O papel da novela também é de fomentar, então mostraremos um centro bem bonito, aquecido.

Escrito por Nelson de Sá às 10h35

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"É coisa grave. Vai envolver ministro da Educação"

Áudio no R7, com um dos homens que procuraram o portal da Record  para a divulgação do vazamento do Enem:

Em resumo, aqui, um relato do encontro. Sobre os contatos com o grupo, relatos também no "Estado" e na Folha.

Escrito por Nelson de Sá às 09h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Enem fica para novembro e PF investiga vazamento

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h18

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

China em onda de orgulho, em ordem unida

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Vista de perto, a guerra de Obama

Para as edições, "Time" e "Economist".

Escrito por Nelson de Sá às 09h01

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

4 milhões de alunos

Leia a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje, com links, para assinantes da Folha e do UOL. E na versão digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 08h53

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Quatro milhões terão que fazer Enem em novembro

Escalada do "Jornal Nacional":

Uma suspeita de fraude. O Ministério da Educação cancela as provas do Enem. Quatro milhões de alunos terão que fazer a prova em novembro.
A terra treme de novo e a Indonésia conta mais de mil mortos.
O governo interino de Honduras recua e retira o ultimato ao Brasil sobre a situação de Manuel Zelaya.
O deputado acusado de encomendar mortes para promover um programa de TV perde o mandato no Amazonas.
Uma descoberta científica pode mudar o rumo das pesquisas sobre a origem do homem.
O piloto Felipe Massa critica Nelsinho Piquet e diz que seria o campeão se a corrida tivesse sido cancelada.
Dezessete horas para a decisão. Na véspera da escolha da sede das Olimpíadas de 2016, nossos repórteres mostram prós e contras da candidatura do Rio de Janeiro.  

E do "Jornal da Record":

A educação fraudada. MEC suspende o Enem. Cópia da prova vazou e a polícia investiga a responsabilidade da gráfica.
Duas toneladas de perigo. Polícia apreende fogos de artifício em Santo André. Material é do dono da loja que explodiu.
A fila da aflição. Medo de perder o Bolsa Família leva milhares de pessoas à Prefeitura no Recife.
Queda mata operários na CSN.
O Estado contra o crime organizado. Defesa consegue dividir julgamento de acusados de matar juiz.
Terremoto na Indonésia. Total de mortos passa de mil.
A força do gigante. China comemora 60 anos da revolução e mostra armas inéditas no maior desfile militar da história.
É amanhã a escolha da sede olímpica de 2016. A torcida dos quatro cantos do mundo se uniu em um desfile de beleza e alegria.

Escrito por Nelson de Sá às 21h17

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sobe ou desce?

Segundo o "New York Times", "o mercado global de publicidade mostrou sinais de estar saindo do fundo no segundo trimestre, com a taxa de declínio dos gastos reduzindo levemente sua velocidade em relação ao trimestre anterior, segundo a Nielsen".

Em 27 países, caiu 5,8% no segundo trimestre. No primeiro, 7,9%.

Por outro lado, no "Financial Times", "os gastos globais em publicidade devem cair 9,8%" no total do ano, segundo previsão da Carat, "uma das maiores agências de mídia do mundo", que antes, em março, previa queda de 5,8% para o ano.

O relatório "põe em dúvida as esperanças de recuperação de curto prazo para emissoras e publishers nos mercados ocidentais".

Escrito por Nelson de Sá às 11h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Comunique-se

Escrito por Nelson de Sá às 10h58

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais e mais jornal

O site Jornalistas & Cia. detalha o "Brasil Econômico", que chega às bancas na próxima quinta-feira: formato berliner, cor salmão, 48 páginas, 50 mil exemplares de tiragem inicial (boneco ao lado). Seu projeto se inspira no português "Diário Econômico", do mesmo grupo.

A  divisão de capital: 30% para o grupo Ongoing, da família Mascarenhas Vasconcelos, e 70% diretamente para a própria família, de nacionalidade luso-brasileira.

Dos 100 funcionários contratados até agora, 70 são da área editorial, incluindo texto, arte e fotografia.

Antes, sábado dia 3, o grupo O Dia lança mais um jornal popular no Rio, agora voltado a esporte, "Campeão". Visa ao calendário esportivo da próxima década, com Copa e talvez Olimpíada no Rio, e tem como meta se aproximar da tiragem do "Meia Hora", também do grupo.

O site fala em preço de R$ 0,50 e tiragem inicial de 100 mil exemplares.

Escrito por Nelson de Sá às 09h36

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Vêm aí US$ 25 bi (e juros podem subir antes de 2010)

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h04

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sob investigação, cai chefe do maior banco dos EUA

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 08h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Crackdown"

Leia a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje, com links, para assinantes da Folha e do UOL. E na versão digital, à pág. A9.

Escrito por Nelson de Sá às 08h44

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Soldados e policiais dispersam jornalistas

Escalada de manchetes do "Jornal Nacional":

O "Jornal Nacional" denuncia a emissão de títulos de eleitor para um cidadão falso. A Justiça Eleitoral afirma que só o controle de impressões digitais pode evitar essa fraude.
Em Honduras, soldados e policiais enfrentam manifestantes pró-Zelaya.
Um retrato do campo. IBGE mostra os avanços dos problemas do Brasil rural.
Cai a economia do governo para pagar juros da dívida e o Congresso autoriza que ela seja menor ainda.
Senado aprova indicação de José Antônio Toffoli para ministro do Supremo.
O presidente Lula chega a Dinamarca para apoiar a candidatura do Rio a sede dos Jogos Olímpicos. Você vai conhecer os prós e contras da capital japonesa nesta disputa.  

E do "Jornal da Record":

IPI baixo de carros e eletrodomésticos não acabou. Ainda há tempo de fazer um bom negócio.
Preso por uma letra. Homem vai para a cadeia no lugar do irmão que não pagou pensão.
Ele planejou um dos maiores assaltos a banco no Brasil, pulou o muro da cadeia e fugiu.
Natureza em fúria. Terremoto na Indonésia, tufão no Vietnã e tsunami em Samoa.
Honduras. Polícia dispersa manifestantes e jornalistas com bombas de gás.
Da falta de graça ao estrelato. A má fama de alimentos como chuchu e jiló parecem estar com os dias contados.
Sede olímpica de 2016. Rio e Chicago são as favoritas em decisão na Dinamarca.

Escrito por Nelson de Sá às 21h33

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A internet vence a televisão

O "Financial Times" noticia hoje que "a web bateu a TV e tem a maior fatia de publicidade" no Reino Unido:

Segundo relatório da PwC, é o primeiro grande mercado de mídia a ver tal mudança. A fatia da internet cresceu de 18,7% no primeiro semestre de 2008 para 23,5% em 2009, contra 21,9% da televisão. O gasto on-line cresceu 4,6% no primeiro semestre, impulsionado pela publicidade em ferramentas de busca. No todo, o gasto caiu 16,6%. A internet já havia ultrapassado a imprensa em 2006.

A mudança estrutural foi acelerada pela crise econômica, acredita a PwC. De um analista de publicidade, ouvido pelo jornal:

Este é um ponto na história. Marca um ponto em que as coisas não voltam a ser como eram.

Escrito por Nelson de Sá às 12h02

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O papel do Brasil mudou

Para a "Time", Brasil é "o primeiro contrapeso real aos EUA no Ocidente". É o título de um relato da BBC Brasil, sobre longa reportagem dos correspondentes Tim Padgett e Andrew Downie, da revista americana.

No título original, "Brasil, um novo contrapeso aos Estados Unidos". Na home page, com foto de Lula, "Brasil relutantemente toma papel chave na disputa de Honduras".

De Marcelo Coelho, hoje à pág. E12:

O papel do Brasil mudou no cenário internacional. Quem acompanha a coluna de Nelson de Sá encontra todo dia referências boas ao Brasil na imprensa estrangeira. Com notícias desse tipo, cantar as margens do Ipiranga e seus brados retumbantes tende a ficar menos ridículo do que nos tempos de Collor ou Sarney. Serão boas notícias? Eu deveria dizer que sim, mas não consigo; não completamente. O Brasil sempre foi um país "simpático" e "pacífico" porque quase nunca se meteu em encrencas internacionais. A conversa de que temos "novas responsabilidades internacionais" me deixa de cabelo em pé.

Escrito por Nelson de Sá às 11h29

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Traço, mas acima da Globo News

Da coluna Ooops, no UOL:

Dois anos atrás estreava a Record News. R$ 7 milhões e o ibope do canal ainda está perto de zero:  0,22 ponto na Grande São Paulo, o chamado "traço". A MTV tem 0,23. Do ponto de vista numérico, a Record News tem mais telespectadores que a Globo News: 27 mil contra 16 mil telespectadores/minuto.

Explícito - Segundo a coluna de televisão do Globo Online, no G1, sobre  "A Fazenda 2", "quem for candidato a participar do reality da Record está vetado no 'Estrelas' da Globo. São ordens explícitas".

Por outro lado - O blog de Daniel Castro no R7, da Record, informa que o próximo "Big Brother Brasil" dividirá os participantes em duas equipes, para disputa "mais ou menos como em 'No Limite'".

Escrito por Nelson de Sá às 10h35

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A um ano da eleição, TCU "sugere" parar o PAC

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

China mantém a política monetária anticrise

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h16

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"El general se lava las manos"

Leia a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje, com links, para assinantes da Folha e do UOL. E na versão digital, à pág. A10.

Escrito por Nelson de Sá às 09h02

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Preço do álcool dispara, nas usinas

Escalada do "Jornal Nacional":

Tremores no fundo do mar, 8,3 graus na escala Richter e o mundo inteiro acompanha o avanço de ondas gigantes no Pacífico.
Honduras, América Central. Chefe das Forças Armadas diz que não foram os militares que depuseram Manuel Zelaya.
Guiné, África Ocidental. Exército abre fogo e mata mais de 150 manifestantes em um estádio.
Brasil. O governo gasta R$ 50 bilhões a mais em 2009.
O Tribunal de Contas da União suspende mais de 40 obras por indícios de irregularidades.
O presidente Lula sanciona nova lei eleitoral.
Chega ao Congresso a proposta popular de só permitir candidaturas eleitorais de quem tem ficha limpa.
Veja por que Felipe Massa está andando de kart.
Pelé reforça campanha pelos Jogos Olímpicos no Rio.
Nossos repórteres mostram como criminosos criam um cidadão brasileiro totalmente falso, mas com todos os documentos.  

E do "Jornal da Record":

Se você tem carro a álcool, olho vivo. Preço do litro dispara nas usinas.
Sessenta minutos de terror. Assaltantes fazem reféns em prédio no Rio de Janeiro.
Granada, essa é a arma da moda dos bandidos cariocas.
Covardia contra idosos. Em fuga, menor usa senhora como escudo em Belém. Bando preso em Curitiba tinha até manual para enganar velhinhos.
Zelaya diz que falta de democracia em Honduras ameaça o continente.
Fora do caminho na Índia. Elefante assustado fere fiéis em celebração religiosa.
A disputa da sede olímpica. Em Copenhague, Obama defende Chicago e Lula, o Rio. Pelé também já está lá. Correndo por fora, Tóquio mantém esperança.
A corrida pela vida. A emocionante história de um transplante duplo.

Escrito por Nelson de Sá às 22h44

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Michelle vs. Marisa

Por "New York Times", Politico e outros, em reportagens sobre o risco de derrota de Barack Obama na disputa pelos Jogos de 2016, Michelle relata uma passagem com Marisa Letícia, para "deixar claro que planeja competir ferozmente" ou que "a competição furiosa já começou". Ela se sentou ao lado da mulher de Lula no jantar do G20, em Pittsburgh:

Eu disse, "vou abraçar agora e depois vou atrás de você em Copenhague". E ela, "você, também". Portanto, tiramos as luvas.

Escrito por Nelson de Sá às 12h02

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Prisa vem aí

O grupo do espanhol "El País" vendeu 25% da editora Santillana ao DLJ South American Partners, fundo administrado pelo brasileiro Marcelo Medeiros, e 35% da Media Capital ao Ongoing Strategy Investments, fundo português que lança no dia 8 o jornal "Brasil Econômico".

A Santillana "é a maior fornecedora de livros escolares na América Latina", anota o "Wall Street Journal". Segundo o "El País", além do dinheiro levantado, a venda visa ao "desenvolvimento de atividades complementares na América Latina, em especial no Brasil e no México". Sobre o Ongoing, o jornal espanhol destaca que "conta com 250 milhões de clientes potenciais nos países de língua portuguesa".

Juan Luis Cebrián, ex-editor do "El País" que hoje dirige o grupo, diz serem "ações estratégicas que ampliam o potencial de crescimento" do Prisa. Porém, avisa o "WSJ", o problema de dívida continua.

Naspers também - Blue Bus, IDG Now e outros informam que o grupo sul-africano Naspers, que já tem participação na editora Abril, adquiriu o controle da empresa de comércio eletrônico brasileira Buscapé. Quer atingir "diferentes mercados na América Latina".

Universal - O empresário Edir Macedo decidiu se concentrar em TV, rádio e internet, segundo a "Veja", e vender os jornais "Correio do Povo", de Porto Alegre, e "Hoje em Dia", de Belo Horizonte. Negocia com o publisher mineiro Vittorio Medioli, do "Super Notícia".

Escrito por Nelson de Sá às 10h27

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dentro e fora da embaixada

Do enviado Fabiano Maisonnave, à pág. A12:

O repórter Luis Galdamez teve um dos seus dias mais tranquilos. Até anteontem, passava até oito horas ao vivo entrevistando Zelaya e assessores. Representa o único meio hondurenho na embaixada. Com transmissão em todo o país, a rádio Globo pertence ao empresário Alejandro Villatoro. Já o canal 36, também fechado, tem alcance limitado. "Eu não apoio Mel, estou contra o golpe", afirma Galdamez. "No meu programa, 'Atrás da Verdade', não havia nenhuma publicidade do governo quando ele era o presidente."

E do enviado da BBC Brasil, Rodrigo Durão Coelho:

Escrito por Nelson de Sá às 09h54

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Censura e antigolpismo seletivo

De Janio de Freitas, à pág. A6:

A situação de Zelaya na embaixada depende dos pressupostos políticos de quem a considere. Os opositores ao governo Lula, os de visão mais convencional e conservadora, são incessantes na opinião de que fazer política de dentro da embaixada "é um absurdo", "transformou na casa da mãe joana" e por aí. Mas se é o presidente legítimo e está na embaixada na condição de hóspede, então o absurdo está em tolher-lhe a palavra e o direito de usá-la em defesa da causa democrática. Censura que, de sua parte, o governo golpista aprofundou, cassando por oposição ao golpe a rádio Globo, claro que a de lá, e um canal de TV. Seria o suficiente para avolumar-se uma campanha contra os inimigos da liberdade de informação e opinião. Mas o antigolpismo é seletivo.

Escrito por Nelson de Sá às 09h16

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Golpe ataca mídia (mas promete suspender...)

 

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Obama entra na disputa pelos Jogos, contra Lula

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 08h53

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Estado de sítio

Leia a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje, com links, para assinantes da Folha e do UOL. E na versão digital, à pág. A9.

Escrito por Nelson de Sá às 08h49

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Golpe "cerca" rádio e TV e suspende direitos civis

Escalada do "Jornal Nacional":

O embaixador americano na OEA diz que a volta de Manuel Zelaya a Honduras foi uma irresponsabilidade e critica os países que facilitaram o retorno do presidente deposto. O governo interino cerca uma rádio e uma TV, mas admite que pode encerrar o estado de sítio nos próximos dias.
Em um novo desafio ao mundo, o Irã testa o lançamento de um novo míssil de longo alcance.
Ventania, chuva, granizo. O Sul do Brasil sofre com o tempo instável no início da primavera.
Alta pressão. Estudantes terão que fazer prova do Enem a até 200 quilômetros de casa.
Na semana decisiva para os Jogos de 2016, a candidatura de Chicago vai ter um empenho pessoal do presidente americano. 

E do "Jornal da Record":

O crime, pegar gripe suína. A sentença, isolamento desumano. Presas com gripe A são trancadas no banheiro na cadeia.
Salto para a morte. Polícia investiga curso de páraquedismo feito por rapazes acidentados.
Dono da loja de fogos diz que explosão foi fatalidade.
Temporal de três dias deixa milhares de desabrigados no Sul. Chuva de granizo e tornado volta a castigar Santa Catarina.
Honduras. Governo suspende direitos civis, fecha rádio, TV e proíbe manifestações a favor de Zelaya.
Batalha naval contra o tráfico. Helicóptero e navio da Inglaterra atacam pesqueiro abarrotado de cocaína.
Médicos dizem que ministra Dilma se livrou do câncer.
R7, o novo portal da internet. A festa do lançamento e as impressões de celebridades e políticos.
Reta final. Sede da Olimpíada de 2016 será escolhida esta semana. O Rio de Janeiro é a favorita.
Cineasta Roman Polanski é preso na Suíça por estupro de menina cometido há mais de 30 anos.

Escrito por Nelson de Sá às 22h08

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fox, Breibart, Drudge, na torcida pelo Rio

Na manchete desta manhã no conservador Drudge Report, com foto do Cristo Redentor, no Rio, "Fox de Chicago recebe ordem de não transmitir reportagem contra os Jogos".

O vídeo, postado por Andrew Breibart, ouve cidadãos de Chicago que não querem os Jogos. Segundo Drudge, o comitê olímpico da cidade, cuja candidatura é apoiada por Barack Obama, teria argumentado com a emissora que a veiculação diminuiria suas chances no Comitê Olímpico Internacional, na sexta. Obama, como Lula, vai a Copenhague.

Escrito por Nelson de Sá às 12h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Oi contra Slim e a Globo

A gigante Oi fez sua "primeira reunião completa" após a compra da Brasil Telecom, com os grupos Andrade Gutierrez e La Fonte, o BNDES e os fundos de pensão Atlântico, Previ, Funcef e Petros.

Discutiram "o plano estratégico para 2010" e, segundo Samuel Possebon no site Teletime, "todos saíram com a sensação de que a empresa está dando os passos certos":

Para 2010, não há perspectiva de expansão internacional. O foco será a conclusão do processo de fusão, a defesa do mercado atual e a expansão no mercado interno. A principal ameaça tem nome e sobrenome: Net Serviços. É a operadora de cabo que está tomando a maior parte do mercado de banda larga e de telefonia das concessionárias fixas, e a Oi sofre, naturalmente, com essa agressividade. Daí a ênfase a ser dada na oferta do serviço de DTH [satélite] avaliado como um sucesso absoluto até aqui, chegando a mais de 50 mil assinantes. Está claro que os investimentos na rede móvel devem ser mantidos, assim como a expansão em São Paulo.

Oi e o filho - A coluna Outro Canal informa que Fabio Luis da Silva, filho de Lula, ampliou sua cota na holding BR4, dona de 65% das ações do canal Play TV, exibido pela Sky. A telecom Oi é dona dos outros 35%.

Huck, o empresário - O blog Radar informa que Luciano vendeu sua participação em duas FMs no Rio, para João Carlos Di Gênio e outro sócio. "Seu foco agora, tem dito aos mais próximos, é Globo, Globo, Globo".

Escrito por Nelson de Sá às 11h32

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais e mais jornal

No próximo dia 8, anunciando presença de Lula no lançamento, circula a primeira edição do "Brasil Econômico", diário do grupo português Ongoing.

Antes, dia 6 no Maximídia, informam Meio e Mensagem e Adnews, circula uma edição especial de apresentação ao mercado publicitário. E antes, dia 4, começa a campanha nacional de lançamento, por TV aberta e paga, mídia impressa, internet.

Sexta passada, o "Primeiramão", jornal de classificados do grupo Bandeirantes, lançou o semanal "Primeiramão Jornal", encarte com informações de cultura e lazer, segundo o site Comunique-se.

Escrito por Nelson de Sá às 10h44

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Golpista chantageia, ameaça embaixada, Lula rejeita

Para as edições, Folha em texto ou digital, Valor, Estado e Globo. Para os sites, Folha Online, Valor Online, Estadao e Globo Online. Mais PressDisplay e Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h34

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na Alemanha, "uma nova agenda", à direita

Para as edições, NYT, WSJ, CD e FT. Para os sites, NYT, WSJ, CDFT. Também no NewsStand, no PressDisplay e no Newseum.

Escrito por Nelson de Sá às 09h18

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lula "se intromete"

 

Para as edições e capas, Veja, CartaCapital, Época e IstoÉ.

Escrito por Nelson de Sá às 09h00

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A tensão cresce

Leia a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje, com links, para assinantes da Folha e do UOL. E na versão digital, à pág. A8.

Escrito por Nelson de Sá às 08h55

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Nelson de Sá Nelson de Sá é articulista da Folha de S.Paulo.
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.